Ano letivo 2020/21. Aulas do curso de Direito da Católica em Lisboa vão ser mistas

A decisão está tomada para o próximo semestre que arranca em setembro. As aulas da licenciatura de Direito vão ser presenciais e à distância, devido à pandemia da Covid-19.

Cristina Bernardo

Os alunos da licenciatura de Direito da Escola de Lisboa da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa vão ter aulas presenciais e a distância quando em setembro arrancar o próximo setembro.

A solução designada B-Law@Católica vem responder à realidade imposta pela pandemia da Covid-19 e garantir uma maior segurança dos alunos, professores e comunidade académica, em geral.

Assim, e de acordo com a reorganização agora decidida para as diferentes disciplinas da licenciatura em Direito, as aulas práticas retomam o regime presencial, enquanto as aulas teóricas passam a realizar-se à distância. Já as disciplinas teórico-práticas vão requerer a concretização de cerca de metade das aulas em regime presencial, com as restantes a realizar-se em formato virtual.

A nova solução de ensino da Escola de Lisboa da Faculdade de Direito da UCP vai trazer também um regime diferenciado para as disciplinas optativas, sobretudo as lecionadas em inglês. O objetivo é assegurar uma melhor integração dos alunos internacionais, manter as regras do controlo de presenças nas aulas, bem como implementar tempos de atendimento semanais aos alunos.

As aulas presenciais obrigam a medidas de proteção e segurança que passam, por exemplo, pela presença de alunos no ‘campus’ em apenas dois dias da semana, redução do número de alunos salas, o que implica o aumento do número de subturmas por cada ano da licenciatura, bem como preparação tecnológica das salas para transmissão das aulas presenciais em direto para alunos que tenham de ficar em casa por doença, quarentena ou pertençam a grupos de risco.

Para alunos e docentes, este novo modelo pedagógico vai trazer ainda outras mudanças. A saber: disponibilização prévia de materiais que têm de ser trabalhados para discussão e avaliação nas aulas presenciais, gravação e edição das aulas teóricas e teórico-práticas realizadas à distância, organização de bases de conteúdos online de acesso livre relativos às diferentes áreas científicas, entre outros.

O B-Law@Católica representa uma solução estruturada e consolidada, que foi desenvolvida com a finalidade de adaptar o nosso ensino ao contexto que atravessamos, mas visa ao mesmo tempo reforçar o nosso modelo pedagógico personalizado, que assenta numa interação próxima entre alunos e docentes e valorizar os momentos de ensino presencial, destaca Jorge Pereira da Silva, Diretor da Escola de Lisboa da Faculdade de Direito da Católica.

Ler mais
Recomendadas

PremiumPedro Santa Clara abre escola digital de vanguarda

Na escola 42, não há professores, nem avaliação, mas as aulas são presenciais. Os alunos não pagam. O primeiro curso arranca em fevereiro de 2021 e as candidaturas já estão abertas. O Jornal Económico foi conhecê-la.

Ensino Superior destina 7% das vagas para emigrantes e familiares

O concurso nacional de acesso ao ensino superior, cuja primeira fase arranca a 7 de agosto, tem 3.599 vagas para emigrantes, disponibilizadas por 107 instituições em cerca de 5.000 cursos.

CDS-PP pede explicações ao Governo sobre abandono escolar: “Vai seguir as recomendações do Tribunal de Contas?”

O Tribunal de Contas diz que não é possível conhecer os reais números do abandono escolar em Portugal, devido a fragilidades no sistema de recolha de dados e de monitorização, lacunas que aconselha a resolver. A deputada Ana Rita Bessa quer ministro Brandão Rodrigues no Parlamento.
Comentários