António Costa e Marcelo reconhecem “luta e esforço” de Ovar no combate à pandemia

“Estamos em ovar para agradecer. Ovar deu a volta por cima. Portugal vai dar a volta por cima”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa numa altura em que Portugal atravessa a segunda fase de desconfinamento.

Eduardo Ferro Rodrigues, Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa | Twitter António Costa

Em Ovar, de visita à empresa Flex 2000 que reabriu hoje, o primeiro-ministro, o Presidente da República e o secretário de estado das Finanças aplaudiram e destacaram o “sacrificío” dos ovarenses que “sofreram para o bem de todos”, com a cerca sanitária que viveram.

“Estamos em ovar para agradecer. Ovar deu a volta por cima. Portugal vai dar a volta por cima”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa em declarações aos jornalistas, que enfatizou, também, que as medidas de desconfinamento, que se encontram agora em segunda fase, devem continuar a ser respeitadas para o “bem de todos”.

Já António Costa aproveitou o momento para avisar que “se deixarmos descontrolar a pandemia perdemos dois em um: perdemos o que ganhámos no combate à pandemia e não ganhamos nada na economia” e por isso aconselha os portugueses a regressarem à rua “com cautelas” para “encherem o copo”.

“Não vale a pena estar a ver se o copo está meio cheio ou meio vazio, temos é de encher o copo. Arregaçar as mangas e encher o copo”, rematou.

Questionado sobre se durante o almoço com Rui Rio foi discutido as eleições presidenciais, Marcelo garante que não: “Foram discutidos assuntos importantes como a economia, politica e a saúde. Falámos daquilo que era importante para os portugueses”, assegurou.

Quanto a uma possível segunda vaga, o Presidente da República alerta que o discurso proclamado esta tarde não deve ser interpretado como o fim da pandemia, mas sublinha que o país está “preparado para o que pode acontecer”.

Ninguém ter certezas, chefes de estado e de governo admitem isso [segunda vaga]. Mas estamos preparados para o que pode acontecer”

 

Ler mais
Recomendadas

“Bares e discotecas? Importante é que risco existe na utilização desses espaços”, sublinha DGS

“É uma questão que exige muito cuidado na avaliação: uma coisa são as condições das infraestruturas, outra coisa é a forma como se vai usar esse espaço e esse é o valor maior tendo em conta esta situação pandémica e que risco estão associados. a estrutura é importante neste processo, mas não é tudo”, concluiu o subdiretor geral da Saúde, Rui Portugal.

Portugal com 157 casos de infeção e três mortes por Covid-19

Região de Lisboa e Vale do Tejo regista o número mais elevado de infeções ao dia de hoje, tendo confirmado mais 99 casos em relação aos dados da véspera. O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 38.600.

Reino Unido regista oito mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

O Reino Unido registou oito mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, em comparação com 55 do período anterior, elevando para um total de 46.574 as mortes devido à doença desde o início da pandemia, anunciou hoje o governo britânico.
Comentários