Armando Vara: “Na altura, créditos eram pão nosso de cada dia”

O ex-administrador da Caixa Geral de Depósitos, Armando Vara, está a ser ouvido na segunda comissão parlamentar de inquérito à recapitalização e gestão do banco.

Quando Constança Urbano de Sousa confrontou Vara com o empréstimo do grupo Lena para comprar a Abrantina, o ex-ministro respondeu: “Havia algum cuidado dos administradores da Caixa não se porem a discutir uns com os outros em frente às direções. Isso daria uma ideia de divisão na Caixa. Não me lembro de ninguém ter suscitado algum problema”.

“Eu assumo todas as responsabilidades”, naquela altura e agora, acrescentou. O antigo administrador da CGD disse ainda que “na altura, créditos eram pão nosso de cada dia”.

Armando Vara – que se encontra detido desde janeiro deste ano após condenação no processo Face Oculta – foi nomeado administrador da CGD em 2006, para a equipa presidida por Carlos Santos Ferreira, tendo ambos depois transitado para o BCP em 2008.

O também antigo ministro Adjunto e da Juventude e Desporto do segundo governo de António Guterres é um dos 28 arguidos da Operação Marquês.
Dos arguidos deste processo, foram já ouvidos na comissão parlamentar de inquérito à CGD Joaquim Barroca (ex-administrador do grupo Lena) e Diogo Gaspar Ferreira (ex-administrador de Vale do Lobo).

Em 29 de maio foi dado a conhecer que o ex-primeiro-ministro José Sócrates, também arguido na Operação Marquês, responderá por escrito às questões dos deputados da comissão.

Na Operação Marquês estão também envolvidos Ricardo Salgado, Carlos Santos Silva, Henrique Granadeiro, Zeinal Bava, Bárbara Vara (filha de Armando Vara), Helder Bataglia, Rui Mão de Ferro e Gonçalo Ferreira, empresas do grupo Lena (Lena SGPS, LEC SGPS e LEC SA) e a sociedade Vale do Lobo Resort Turísticos de Luxo.

Ler mais
Relacionadas

Armando Vara recusa falar de Vale do Lobo e diz que a prisão é um “martírio” que o impediu de se preparar

Armando Vara está a ser ouvido na comissão de inquérito à Caixa. “Não irei responder a perguntas sobre Vale do Lobo”, disse.

Assista aqui à audição parlamentar de Armando Vara

Armando Vara está a ser ouvido na comissão parlamentar de inquérito à recapitalização da Caixa Geral de Depósitos. É o segundo banqueiro preso a ir à Assembleia da República.
Recomendadas

Baixas para assistência aos filhos vão ser pagas a 100%

Em entrevista ao jornal “Público”, a ministra do Trabalho e da Segurança Social afirma que o Governo vai criar condições para os “jovens terem filhos mais cedo”. Todas as famílias com um segundo ou mais filhos até três anos de idade terão direito a um cheque para apoio da creche.

Carlos Zorrinho: “Uns ‘Estados Unidos da Europa’ era uma ideia mobilizadora; hoje defendo outro processo”

O eurodeputado eleito pelo PS considera que a União Europeia (UE) tem de “inspirar os povos”, com o seu modelo democrático e social, “baseado na cooperação e no respeito pelos cidadãos”, mas alerta que é “necessário haver menos egoísmos pessoais”. Em entrevista ao Jornal Económico, Carlos Zorrinho fala ainda de um novo modelo de cooperação entre os Estados-membros da UE e sobre o combate que deve ser feito ao populismo e nacionalismo. Sobre as primárias no PS para eleger um novo secretário-geral, espera “que se cheguem muitos à frente” e garante: “nunca vou deixar de ser político”.

Vinte e seis presidentes de câmara do PS contra subida do IVA nos bilhetes das touradas

Municípios com atividades taurinas apelam ao Ministério da Cultura para que reverta subida da taxa na discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2020. E exigem “direito à cultura em igualdade de circunstâncias, independentemente dos gostos pessoais de cada um”.
Comentários