Arsène Wenger alerta: criação da Superliga europeia “destruirá a Premier League”

Quando questionado sobre se a criação da superliga europeia é uma decisão empresarial, Wenger responde que “atualmente vivemos um período onde os donos do clube são também eles investidores, ou seja, o principal objetivo deles é fazer dinheiro, e a superliga é uma maneira de o fazer”.

Arséne Wenger, ex-treinador do Arsenal FC, e um dos mais bem-sucedidos na Premier League, comentou a possível criação da Superliga europeia, dizendo que o objetivo é retirar a hegemonia à primeira liga inglesa. O treinador francês, atualmente sem clube, chega mesmo a afirmar que a Europa “não está preparada para isso”, segundo o “The Guardian”.

A Superliga europeia consiste num campeonato que junta alguns dos maiores clubes europeus, para disputarem uma competição semelhante ao que acontece com a Liga dos Campeões. As principais diferenças prendem-se com o formato. Uma das questões que motivou mais críticas é o facto de as equipas envolvidas não participarem nos respetivos campeonatos domésticos.

Para Arsène Wenger, a decisão final dependerá dos clubes ingleses e, caso estes queiram participar, considera que “destruirá a Premier League”. Ainda assim, o treinador francês diz não acreditar que “a Europa esteja preparada” para a mudança radical do futebol europeu.

Adicionalmente, quando questionado sobre se a criação da Superliga europeia é uma decisão empresarial, Wenger responde que “atualmente vivemos um período onde os donos do clube são também eles investidores, ou seja, o principal objetivo deles é fazer dinheiro, e a Superliga é uma maneira de o fazer”.

Recomendadas

Austrália junta-se aos EUA no boicote diplomático aos Jogos Olímpicos de Inverno na China

Grupos de direitos humanos têm pressionado um boicote total aos Jogos de Inverno de Pequim, acusando a China de abusos de direitos contra minorias étnicas.

Mais de três mil investidores subscreveram as obrigações da Sporting SAD

A SAD do Sporting colocou 40 milhões de obrigações em 3.336 investidores e 56,4% investiram entre os dois mil e os cinco mil euros. A procura foi de mais de 53 milhões e excedeu a oferta, dando lugar a rateio.

China crítica boicote diplomático dos Estados Unidos aos Jogos Olímpicos de Inverno 2022 e ameaça retaliar (com áudio)

Na segunda-feira, dia 6 de dezembro, os EUA disseram que não enviariam diplomatas a Pequim devido a preocupações com o histórico de direitos humanos da China. No entanto, Washington acrescentou que os atletas norte-americanos poderiam ir e teriam total apoio do governo.
Comentários