Assista à conferência: “Do CINM à autonomia fiscal: Madeira, uma região regulada de fiscalidade atrativa”

O evento conta com o apoio da Abreu Advogados, da Empresa de Eletricidade da Madeira, e com o Alto Patrocínio do Governo da Madeira.

O Jornal Económico organiza esta segunda-feira, 9 de setembro, a conferência “Do CINM à autonomia fiscal: Madeira, uma região regulada de fiscalidade atrativa”.

O evento conta com o apoio da Abreu Advogados, da Empresa de Eletricidade da Madeira, e com o Alto Patrocínio do Governo da Madeira.

A sessão tem início às 9h30 com uma nota de boas-vindas de Filipe Alves (diretor do Económico Madeira e do Jornal Económico) e Duarte d’Athayde (managing partner da Abreu) e a intervenção de Rogério Gouveia (diretor regional Adjunto e das Finanças).

Segue-se o orador Ricardo Vieira (sócio da Abreu), que irá abordar o tema “Investir na Madeira: desafios e oportunidades”.

Depois do coffee break e período de networking, haverá um debate sobre “Fiscalidade e Autonomia” na Madeira, com Rui Leão Martinho (bastonário da Ordem dos Economistas), João Duque (professor catedrático do ISEG), Clotilde Celorico Palma (fiscalista e membro do conselho de administração da SDM) e Filipa Torres Martins (associada da Abreu).

O encerramento da conferência está a cargo de Luís Marques Mendes (advogado e consultor da Abreu Advogados).

Recomendadas

Azul votou favoravelmente a saída da TAP. Estado tem luz verde para a reestruturação

“Neeleman tinha a TAP na mão, com 84,2% dos direitos económicos”, recorda um ex-quadro da TAP. Mas a hipótese da nacionalização da companhia acelerou a saída dos brasileiros da Azul, que votaram favoravelmente o “adeus” à TAP esta segunda-feira, 10 de agosto, no Estado de São Paulo.

Gaia aprova intervenções em empreendimentos sociais no valor de 20 milhões de euros

“Na próxima semana já começam obras em vários”, disse esta tarde, em reunião camarária, o presidente da câmara de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, sobre um investimento que resulta de candidatura Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU).

Empresas com novo apoio à retoma recebem ajuda para subsídio de Natal em 2021

A jurista Alexandra Marcelino explicou que o trabalhador com redução de horário no âmbito do novo apoio extraordinário à retoma progressiva da atividade “tem direito a subsídio de Natal por inteiro”.
Comentários