Atenção à sua smart TV. Televisões inteligentes enviam dados privados para Netflix e Facebook

A Amazon, Google, Akamai e Microsoft foram as empresas mais contactadas por parte das smart TV. A Universidade de Northeastern conduziu o estudo em 81 aparelhos distintos e encontrou “casos notáveis de exposição de informação” privada.

As televisões inteligentes, ou smart TV, estão a divulgar informações dos seus utilizadores a companhias como Netflix, Google e Facebook, mesmo quando os aparelhos estão inativos, avança o ‘Financial Times’ com base em dois estudos.

A Universidade de Northeastern e o Colégio Imperial de Londres realizaram dois estudos diferentes mas chegaram à mesma conclusão. De acordo com os estudos, as televisões da Samsung e LG, além dos serviços de streaming Roku e Amazon FireTV, estão a divulgar a localização e os endereços IP para diversas plataformas.

Sabe-se que os dados estão a ser enviados para plataformas, como a Netflix, mesmo que o utilizador não tenha uma conta. Os investigadores das duas universidades garantem ainda que outros dispositivos inteligentes, como colunas de som e câmaras, estão a enviar informações dos seus utilizadores para a Microsoft e Spotify.

Esta descoberta volta a colocar a privacidade como tema do dia, após os principais tecnológicos assumirem que gravam as conversas dos utilizadores.

Nos Estados Unidos, perto de 68% das habitações têm uma televisão inteligente, e muitos dos dispositivos incluem diversos sistemas de streaming. Milhões de dispositivos utilizam tecnologia de reconhecimento, que acompanha tudo o que surge nas televisões e posteriormente utilizam cookies para fazer o acompanhamento de publicidade nos restantes dispositivos pessoais.

A Universidade de Northeastern conduziu o estudo em 81 aparelhos distintos e encontrou “casos notáveis de exposição de informação” privada. A Amazon, Google, Akamai e Microsoft foram as empresas mais contactadas por parte das smart TV.

“A Amazon é contactada por metade dos dispositivos presentes nos testes, e destacou-se porque significa que a Amazon pode deduzir sobre o que se passa nos dispositivos eletrónicos que existem em casa”, garantiu o cientista da Universidade de Northeastern.

A Netflix afirmou que “a informação que recebe das televisões inteligentes está confinada ao desempenho e ao que aparece no ecrã”. Por sua vez, o Facebook garante que “é comum que os dispositivos e aplicações enviem dados para outros serviços”.

A Google garantiu que os criadores dos dispositivos televisivos “podem utilizar os serviços de anúncio do Google para exibir anúncios em relação ao seu conteúdo ou medir o desempenho dos anúncios”. “Dependendo das preferências escolhidas pelo consumidor no dispositivo e consentimentos, o editor pode partilhar os dados com o Google”.

Ler mais
Recomendadas

Cerca de 60 pessoas em protesto contra o fecho dos CTT no Monte de Caparica

Cerca de 60 pessoas protestaram hoje contra o fecho do único posto de correios no Monte de Caparica, em Almada, no distrito de Setúbal, afirmando que vão “lutar até ao fim” para que permaneça na freguesia.

A senhora que se segue no Turismo é Rita Marques, atual CEO da Portugal Ventures

Rita Marques lidera a Portugal Ventures, entidade que resultou da fusão de três Sociedades de Capital de Risco em Portugal – AICEP Capital, InovCapital e Turismo Capital.

Porsche quer SIVA a crescer para 30 mil carros vendidos por ano “a médio prazo”

“Estamos muito orgulhosos por conseguirmos concluir esta operação”, que ficou fechada a 15 de outubro, revelou em conferência de imprensa Hans Peter Schützinger, CEO da Porsche Holding Salzburg.
Comentários