Atividade económica da Madeira sofre queda de 0,1% interrompendo crescimento que já vinha desde junho de 2013

A atividade económica da Madeira quebrou 0,1%, em março, quando no mês anterior se registou um crescimento de 1,4%. As exportações desceram 16% e as importações 4%.

A atividade económica da Madeira sofreu uma quebra de 0,1%, em março, interrompendo uma série de crescimento que se iniciou em junho de 2013, revelam os dados da Direção Regional de Estatística (DREM), referentes ao Índice Regional de Atividade Económica (IRAE).

Esta quebra surge depois de a Madeira ter começado o ano, em janeiro com um crescimento da sua atividade económica de 1,3%, seguido por nova melhoria em fevereiro, em 1,4%.

Em março as exportações da região autónoma caíram 16%, depois de nos dois meses anteriores ter crescido, enquanto que as importações sofreram uma descida de 4%.

A atividade económica da Madeira estava crescer desde junho de 2013 depois de ter sofrido uma quebra que se iniciou em março de 2011 e durou até maio de 2013.

Recomendadas

38% das empresas da Madeira reportam redução superior a 50% no volume de negócios

37% das empresas reportou ter existido um aumento no volume de negócios, quando se compara a 1.ª quinzena de junho com a 2.ª quinzena de maio.

Pandemia mostrou que a Madeira precisa de autonomia mais ampla, diz presidente do Governo Regional

O presidente do executivo madeirense disse ficou evidente aos olhos de todos, sobretudo no início desta crise pandémica, “quão necessário é assegurar para a nossa região uma autonomia mais ampla, que proporcione maiores poderes de decisão aos nossos órgãos de governo próprio”.

Madeira: inscrições no centro de emprego crescem 6%

As ofertas de emprego desceram 71% em termos homólogos, enquanto que as inserções no mercado de trabalho do longo de maio caíram 45%.
Comentários