Audição de Powell no Congresso arrasta Wall Street para terreno negativo

Jeremy Powell comparece esta tarde no Congresso para fazer uma atualização sobre o impacto da pandemia na economia e partilhar as perspetivas de recuperação. S&P500 e Nasdaq 100 abrem em baixa, pelo sexto dia consecutivo.

Chairman da Reserva Federal dos EUA, Jerome H. Powell (AFP)

Os principais índices bolsistas abriram a sessão desta terça-feira em baixa no dia em que o presidente da Reserva Federal norte-americana (FED), Jeremy Powell comparece no Congresso para fazer uma atualização sobre o impacto da pandemia na economia e partilhar as perspetivas de recuperação, que deverão acontecer no final deste ano. A audição de Powell irá ainda assumir uma importância adicional, à medida que os investidores avaliam a recente subida das yields.

Assim, o industrial Dow Jones cai 0,80% para 31,270.54pontos, enquanto que o Nasdaq Composite e Nasdaq 100 desvalorizam mais de 2% para 13,135.20 e 12,880.45 pontos, respetivamente. Já o S&P 500 desliza 1,26% para 3,827.77.

Destaque para o Facebook que perde 1,13% para 257.66 dólares no dia em que levantou o bloqueio aos utilizadores da Austrália, depois de chegar a um acordo em relação à legislação para compensar as empresas de comunicação social australianas. O bloqueio, iniciado em 18 de fevereiro, foi uma reação à proposta de lei aprovada na véspera pela Câmara dos Representantes da Austrália, que obriga as empresas Facebook e Google a pagar compensações aos jornais e meios de comunicação social australianos pelos conteúdos jornalísticos utilizados pelas plataformas digitais.

As restantes big tech, nomeadamente, Alphabet, a Microsoft, a Amazon e Apple também arrancam a segunda sessão desta semana no ‘vermelho’. A dona da Google desvaloriza 2,35%, a empresa de Bill Gates recua 1,80%, a gigante liderada por Jeff Bezos perde 2,50% e a ‘grande macã’ tomba 4,41%.

No entanto, a maior queda acontece entre as ações da Tesla. Esta terça-feira, a empresa de Elon Musk abriu a sessão a desvalorizar mais de 12% para 625 dólares, resultando numa perda de 15 mil milhões de dólares para o CEO. A queda surge na sequência de das publicações partilhadas por Elon Musk no Twitter sobre os preços das criptomoedas Bitcoin e Ehereum.

Recomendadas

Wall Street fecha dia louco com ganhos expressivos à boleia da forte criação de emprego de fevereiro

Os índices norte-americanos viveram um dia de altos e baixos, com as quedas iniciais dos títulos bolsistas, que coincidiram com uma aceleração da taxa de juro dos títulos do Tesouro a 10 anos, a serem revertidas em ganhos expressivos depois de serem conhecidos os dados animadores sobre a criação de emprego.

Goldman eleva projeção de preço do petróleo após decisão da OPEP+

Goldman Sachs eleva a projeção do preço do petróleo, após a decisão da OPEP +, para os 75 dólares o barril de Brent, no curto prazo.

Galp dispara 4,69% e põe PSI-20 a fechar em alta em contraciclo com Europa

Energia e Banca destacam-se em dia de correção na maioria europeia. As yields e decisão da OPEP+ de manter os níveis de produção, justificam essa subida. Europa fechou a cair.
Comentários