Aumento de casos de coronavírus preocupam, mas tecnologia impulsiona Wall Street

No fecho da sessão, o S&P 500 sobe 0,80%, para 3,170.40 pontos, o tecnológico Nasdaq valoriza 1,44%, para 10,492.50 pontos, e o industrial Dow Jones cresce 0,69%, para 26,067.76 pontos.

Reuters

A Bolsa de Nova Iorque terminou a sessão desta quarta-feira em terreno positivo apoiado pelas ações do setor da tecnologia, em sintonia com os primeiros sinais de uma recuperação económica a compensarem a preocupação com o aumento dos casos de coronavírus nos Estados Unidos.

No fecho da sessão, o S&P 500 sobe 0,80%, para 3,170.40 pontos, o tecnológico Nasdaq valoriza 1,44%, para 10,492.50 pontos, e o industrial Dow Jones cresce 0,69%, para 26,067.76 pontos.

Os investidores avaliaram uma série de dados económicos otimistas, incluindo acréscimos recordes de empregos e uma recuperação no setor de serviços em junho, contra o aumento nos casos de coronavírus que nas últimas 24 horas ultrapassaram os 3 milhões, com destaque para os estados da Califórnia, Hawai, Idaho, Missouri, Montana, Oklahoma e Texas que bateram os seus recordes diários de novas infecções.

A Apple e a Microsoft deram o maior impulso aos três índices. O índice de tecnologia .SPLRCT subiu 0,9%. Espera-se que os lucros trimestrais das empresas do S&P 500 caiam quase 44% em relação ao ano anterior, a queda mais acentuada desde a crise financeira de 2008, segundo dados do Refinitiv do IBES.

A Biogen cresceu 6,9% nas negociações de pré-mercado depois da empresa ter anunciado que enviou o pedido de marketing para o tratamento experimental da doença de Alzheimer, o aducanumab.

A Allstate Corp caiu 2,6%, depois da seguradora norte-americana revelar que vai comprar a National General Holdings por cerca de 4 mil miilhões de dólares, ampliando o seu negócio de seguros de automóveis no momento em que o coronavírus levou a uma redução do tráfego nas autoestradas.

Ler mais

Recomendadas

Wall Street fecha em alta mas com subidas tímidas

As ações de Wall Street subiram esta quinta-feira, mas moveram-se dentro de balizas estreitas, com os investidores a aguardar um novo pacote de estímulos fiscais para impulsionar a economia do país.

Bolsa portuguesa encerra em baixa após três sessões no verde. Queda superior a 2% dos CTT penalizou PSI 20

A bolsa nacional não escapou à conjuntura externa dos mercados bolsistas e acabou por interromper um ciclo de três sessões consecutivas fechadas em terreno positivo.

Wall Street contraria bolsas europeias e abre no ‘verde’

O industrial Dow Jones abriu a valorizar 0,12% para 27,087 pontos, o financeiro S&P 500 subiu 0,01% para 3,316 pontos enquanto que a tecnológica Nasdaq segue a tendência ao valorizar 0,13% para 11,106 pontos.
Comentários