Australiano que alega que criou a Bitcoin perde metade da fortuna

Tribunal ordenou Craig Wright a pagar 4,5 mil milhões de euros por causa de direitos de Propriedade Intelectual, que pertencerão a David Kleiman.

Craig Wright, australiano autoproclamado criador da Bitcoin, recebeu uma ordem de um tribunal na Flórida a obrigá-lo a entregar cerca de metade da sua fortuna em Bitcoin, à família do seu parceiro comercial, David Kleiman, programador que faleceu em 2013, e que terá ajudado Wright a criar a moeda virtual, segundo o ‘The Guardian’.

A família de Kleiman afirma que Craig Wright elaborou um esquema durante o período em que David Kleiman estava doente para se apropriar do capital do programador e transferir a sua fortuna em Bitcoin para as suas contas. Algo que o tribunal conseguiu provar, acrescentando que não há duvidas que os dois trabalharam em conjunto.

A justiça norte-americana ordenou que metade da fortuna em moeda virtual “amealhada” por Craig Wright, quer tenha sido pelos direitos da moeda virtual, quer seja pela Propriedade Intelectual pertencem a David Kleiman, e que, portanto, deverá ser entregue à respetiva família.

Um dos problemas neste processo é o desconhecimento sobre a quantidade de Bitcoin que o australiano ainda possui, ou seja, os números reais da fortuna de Wright são completamente desconhecidos, e a ordem judicial funciona por estimativa. Segundo estas estimativas, a família de Kleiman receberá entre 400 mil a 500 mil Bitcoins, o equivalente a 6 ou 7 mil milhões de euros.

Durante o julgamento Craig Wright disse que não conseguia ter acesso às Bitcoins porque os ficheiros tinham sido encriptados, durante o escândalo que expôs o uso da moeda virtual por grupos criminais organizados nas suas transações internacionais.

Wright afirma que encriptou a sua fortuna virtual, e que a única maneira para recuperar as informações referentes ao que lhe pertence é através de um sistema de “chaves” que entregou a Kleiman antes da sua morte, e que o próprio tratou de distribuir a pessoas da sua confiança.

Ler mais
Recomendadas

EUA. Republicanos do Senado poderão rejeitar pacote de 1,9 biliões de Joe Biden

Os republicanos acreditam que o plano do presidente norte-americano para recuperação da crise provocada pela pandemia inclui medidas que nada têm a ver com alívio à Covid-19. A vice-presidente, Kamala Harris, poderá ter de desempatar a votação do projeto de lei.

Malta reclama pagamento de impostos em dívida a empresa ligada a Isabel dos Santos

A autoridade tributária do país está a reclamar o pagamento de 191 mil euros de impostos à empresa de consultoria Kento Holding.

Sarkozy condenado a três anos de prisão por corrupção ativa e tráfico de influências

O antigo presidente francês foi considerado culpado de corrupção ativa a um magistrado e de tráfico de influências. Foi condenado a três anos de prisão, com dois de pena suspensa.
Comentários