Autor
Lígia Simões
lsimoes@jornaleconomico.pt
Artigos

CGD: Imparidades sobre o BES na base de prejuízos de 519 milhões entre 2014 e 2015

Entre 2014 e 2015, o grupo CGD registou prejuízos de 519 milhões de euros devido entre outros factores, a custos de reestruturação em Espanha e Portugal e a imparidades sobre um grupo financeiro nacional, segundo o relatório da auditoria da EY à gestão da Caixa, num período de 15 anos, que não identificou o grupo financeiro português. Autora do relatório revela agora no Parlamento que é o BES, em resposta à deputada do CDS-PP, Cecília Meireles.

CGD: BE questiona EY sobre créditos aprovados com base em “concorrência de mercado”, apesar de pareceres negativos

A responsável da auditoria da EY à gestão da Caixa Geral de Depósitos (CGD) entre 2000 e 2015, Florbela Lima, revela que a auditora não avaliou “qualidade das decisões” como créditos aprovados com risco negativo. A resposta foi dada à deputada do BE, Mariana Mortágua, na comissão parlamentar de inquérito (CPI) à gestão da CGD, que arrancou nesta terça-feira, 26 de março, os trabalhos no Parlamento.

CGD: “Gestão de risco foi contrabalançada com políticas comerciais mais agressivas”, diz autora do relatório da EY

Auditores da EY estão a ser ouvidos na comissão parlamentar de inquérito criada após a divulgação de documento que concluiu por perdas de 1.647 milhões de euros em 186 operações de crédito que acabaram por se revelar ruinosas.

CGD: “Entre 2005 e 2008 foi um período com perdas avultadas”, diz autora de relatório da EY

A EY é a primeira entidade que está a ser ouvida na comissão parlamentar de inquérito à gestão da CGD, após divulgação de relatório à gestão da Caixa entre 2000 e 2015, que concluiu por perdas de 1.647 milhões de euros. Autora da auditoria, Florbela Lima, diz que não se pode relacionar totalidade de perdas dos 25 créditos mais ruinosos com incumprimento de regulamentos internos.

CGD: nova comissão de inquérito arranca hoje com audição a auditora EY

A auditora EY é a primeira entidade a ser ouvida na comissão parlamentar de inquérito (CPI) à gestão da CGD, após divulgação de relatório à gestão da Caixa entre 2000 e 2015, que concluiu por perdas de 1.647 milhões de euros. Presidente da nova CPI espera que Parlamento “vá mais longe” no apuramento de factos e apela a participação “ativa e efectiva” de todos os intervenientes que vão ser ouvidos nos próximos quatro meses.

BE quer que Governo solucione de imediato a situação das amas da Segurança Social

Já deu entrada no Parlamento o projeto de resolução do BE para a “regularização imediata das amas da Segurança Social ao abrigo da a lei de regularização dos precários e plano de combate aos falsos recibos verdes das amas enquadradas em IPSS. Bloquistas dão prazo até Junho para sejam vinculadas amas que já viram os seus casos homologados.
Ver mais artigos