Autor
Lígia Simões
lsimoes@jornaleconomico.pt
Artigos

Luanda Leaks: “O Ministério Público não deixará de analisar toda a informação que tem vindo a público”, diz PGR

O Ministério Público (MP) vai analisar todas as informações que têm sido divulgadas sobre Isabel dos Santos. Fonte oficial da Procuradoria-Geral da República (PGR) disse ao Jornal Económico que o “MP não deixará de analisar toda a informação que tem vindo a público”.

PremiumPSD remete alterações ao OE para depois de eleições internas

Propostas dos sociais-democratas só dão entrada no Parlamento a partir da próxima semana. Direção de Rui Rio chama a si proposta de redução do IVA da eletricidade por ter “relevo político nacional”.

Caso dos emails. Juiz pede escusa por ser benfiquista

Juiz Eduardo Pires é titular do Red Pass do Benfica, tem lugar cativo no Estádio da Luz e, pelo facto de ser sócio há pelo menos 50 anos, recebeu uma “Águia de Ouro”. Em junho do ano passado, o FC Porto, a SAD do clube e Francisco J. Marques foram condenados a pagar dois milhões de euros.

Empresário José Guilherme confirma buscas e nega dívidas ao Montepio e Finibanco Angola

“Todas as minhas responsabilidades para com os bancos estão ou definitivamente cumpridas e encerradas ou em situação regular de cumprimento”, defende o empresário da Amadora.

Filho de empresário José Guilherme nega dívida ao Finibanco Angola

Neste comunicado, Paulo Guilherme realça que subscreveu unidades de participação da Caixa Económica Montepio Geral e que “frustrada a expectativa inicial de valorização das unidades de participação, as mesmas acabaram por ser vendidas em mercado com enorme prejuízo pessoal”.

“Fez-se justiça”, diz Ana Gomes sobre decisão de tribunal que lhe deu razão em processo movido por Isabel dos Santos

Ana Gomes escreveu nas redes sociais que Isabel dos Santos se endivida muito “porque, ao liquidar as dívidas, ‘lava-se que se farta’”. Empresária angolana avançou para tribunal a exigir cinco mil euros por cada dia em que a publicação continuasse online. Tribunal deu agora razão à ex-eurodeputada, defendendo que esta tem o direito ao escrutínio dos negócios da filha do antigo presidente de Angola.
Ver mais artigos