Autor
Lígia Simões
lsimoes@jornaleconomico.pt
Artigos

PGR confirma: MP pediu mais seis meses para investigar ataques em Alcochete

Investigação aos ataques de Alcochete pode ser alargada por mais seis meses. Procuradoria Geral da República confirmou que Ministério Público requereu a declaração de especial complexidade que permite o alargamento do prazo do inquérito até maio. E que aguarda decisão judicial.

“Não foi nenhuma surpresa”. Advogado de Bruno Jacinto reage à detenção de Bruno de Carvalho

O advogado do antigo Oficial de Ligação aos Adeptos (OLA) do Sporting Clube de Portugal reagiu à detenção de Bruno de Carvalho, para ser presenta a juiz, considerando-a “uma consequência lógica”. Paulo Camoesas revelou, ainda, ao Jornal Económico que Bruno Jacinto foi ouvido uma segunda vez, dando informações importantes e suplementares sobre o sucedido a 15 de maio, em Alcochete.

Bruno de Carvalho ouvido hoje no Barreiro pela indiciação de 56 crimes

De acordo com o mandado de detenção, Bruno de Carvalho é indiciado por dois crimes de dano com violência, 20 crimes de sequestro, um crime de terrorismo, 12 crimes de ofensa à integridade física qualificada, um crime de detenção de arma proibida e 20 crimes de ameaça agravada.

Bruno Jacinto foi ouvido segunda vez antes de detenção de Bruno de Carvalho. Defesa requereu prisão domiciliária

O advogado do antigo oficial de ligação aos adeptos do Sporting que foi recentemente preso por ter ajudado a viabilizar o ataque a Alcochete, a 15 de maio, requereu a alteração da medida de coacção para prisão domiciliária. Pedido foi entregue ao Tribunal do Barreiro um dia após segundo interrogatório complementar de Bruno Jacinto que durou cerca de 7 horas.

“Apertão? Não, Não. Temos de lá ir falar todos”. A reunião onde tudo começou

Episódio foi relatado ao “Jornal Económico” por fonte oficial do Sporting a 18 de maio, três dias após os ataques na Academia do SCP em Alcochete. Desejo da Juve Leo em dar um “apertão” aos jogadores foi manifestado num encontro com Bruno de Carvalho, a 7 de abril, depois da derrota da equipa em Madrid.

Bruno de Carvalho e Mustafá deverão ser ouvidos amanhã em tribunal, diz MP

Ex-presidente do Sporting e líder da Juve Leo deverão ser presentes amanhã ao Juiz de Instrução Criminal para aplicação das medidas de coação. Arriscam prisão preventiva por crimes de terrorismo, sequestro e ofensas à integridade física qualificadas, bem como de autoria moral do ataque na Academia do SCP em Alcochete.
Ver mais artigos