Autor
Lígia Simões
lsimoes@jornaleconomico.pt
Artigos

STEC convoca greve e concentração junto à sede da CGD para 9 de agosto (com áudio)

A organização sindical mais representativa dos trabalhadores do grupo Caixa Geral de Depósitos convocou uma greve para o próximo dia 9 de agosto, bem como uma concentração no mesmo dia junto ao edifício sede em Lisboa. Sindicato reivindica uma “negociação efetiva” da tabela salarial e cláusulas de expressão pecuniária para 2021 a contabilização dos quatro anos de carreira que foram cortados entre 2013 e 2016.

Caixa Geral de Depósitos aumenta lucros para 294 milhões de euros

No primeiro semestre, o resultado líquido consolidado da CGD atingiu 294 milhões de euros (249 milhões no período homólogo). O banco revela ainda a “continuação do reforço de imparidades de crédito em 90,2 milhões de euros em base preventiva dos potenciais efeitos da crise pandémica”.

PremiumSob pressão, Rui Rio leva PRR e temas económicos para campanha das autárquicas

Pressão do partido e até externa por parte das associações empresariais e de Marcelo, levalíder do PSD a apostar em oposição em matérias económicas já na campanha para as autárquicas. Esquerda remete para o pós-eleições as negociações para o OE.

PremiumCaixa regista lucro superior a 270 milhões de euros no primeiro semestre

Banco do Estado apresenta hoje os resultados do primeiro semestre de 2021 e deverá anunciar um lucro superior a 270 milhões de euros, contra 249 milhões de euros em igual período do ano passado, sabe o Jornal Económico.

CGD arranca em setembro com revisão da tabela salarial

O Mais Sindicato e Sindicato dos Bancários do Centro (SBC) revelam que o banco público anunciou ter condições para iniciar o processo negocial de revisão salarial em setembro. Aplaudem iniciativa da CGD que, dizem, surge “depois de muita insistência” dos sindicatos que já tinham apresentado uma proposta de revisão da tabela e cláusulas de expressão pecuniária para 2021.

Exclusivo: Plano do Novo Banco para dívidas de Vieira é a opção com “maior potencial de recuperação”, conclui auditoria

Auditoria da BDO aos créditos de Vieira já chegou ao Parlamento. Conclui que opção de reestruturação com transferência para fundo de investimento é a que tem “maior potencial de recuperação”. Alternativas como execução de garantias e extensão de prazo para pagar dívidas trariam um pior resultado face aos riscos associados. Mas não deixa de apontar “debilidades” na sustentação do plano de negócios do fundo que comprou crédito de 134 milhões de euros.
Ver mais artigos