Autoridades alertam para risco de agravamento da pandemia na Alemanha

As autoridades sanitárias alemãs estão preocupadas com o futuro impacto na Alemanha das novas mutações, mais infecciosas, do novo coronavírus e alertam para o agravamento da pandemia de Covid-19 no país.

Alemanha | Getty Images

No dia em que a Alemanha registou com 1.244 óbitos um novo recorde diário de mortes resultantes da covid-19, o presidente do Instituto Robert Koch, Lothar Wieler, alertou para a probabilidade de a situação pandémica se agravar nas próximas semanas, admitindo que as novas variantes do vírus possam ainda não se ter generalizado.

“Ainda não podemos avaliar em que medida as novas variantes influenciam a situação na Alemanha, já que podem demorar algum tempo a manifestar-se. Assim, existe a possibilidade de que a situação ainda se agrave”, disse Wieler, numa conferência de imprensa.

Wieler explicou que, até ao momento, são conhecidos 16 casos na Alemanha de pacientes com a variante britânica de covid-19, dos quais 15 estão associados a uma viagem ao Reino Unido ou à entrada de pessoas daquele país.

“Este vírus pode ser limitado com restrições. A nova variante não tem a opção de se espalhar de uma pessoa para outra se cumprirmos as regras, porque embora se espalhe mais facilmente, as medidas também ajudam a contrariá-lo”, disse o responsável pelo instituto que monitoriza a pandemia na Alemanha, referindo-se à importância de respeitar as regras de distância, higiene, uso de máscaras.

Wieler destacou que as atuais restrições na Alemanha não constituem uma paralisação total da vida pública e criticou os que não cumprem as regras ou tiram proveito das exceções admitidas.

As autoridades alemãs impuseram restrições aos contactos sociais, encerram grande parte das escolas e limitaram viagens para áreas com altas taxas de infeção, mas as regras não são aplicadas de maneira uniforme nos 16 estados do país.

Na semana passada, a chanceler, Angela Merkel, e os governos regionais concordaram em estender as restrições já em vigor e endurecer algumas delas, como as relativas às reuniões privadas.

De acordo com Wieler, na situação atual é necessário cumprir “consistentemente” todas as medidas de redução de contacto, para conseguir uma diminuição efetiva nas novas infeções.

De acordo com os dados oficiais, o número de novas infeções diárias aumentou para 25.164, nas últimas 24 horas, sendo o número de casos ativos superior a 300.000.

O número total de contaminações desde o anúncio do primeiro contágio no país subiu para 1.978.590 e o número de óbitos para 43.881.

Na Alemanha como um todo, a incidência cumulativa nos últimos sete dias é de 151,2 casos por 100.000 habitantes e as novas infecções totalizaram 125.749 na última semana.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.979.596 mortos resultantes de mais de 92,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Ler mais
Recomendadas

Tomada de posse de Biden marcada pela segurança e sem qualquer distúrbio

As preocupações com segurança no dia da transição de poder nos EUA levou a um aparato nunca antes visto em Washington, mas também nos Capitólios estatais por todo o país. A cerimónia correu, ainda assim, sem imprevistos ou distúrbios.

Tomada de posse de Joe Biden: 23 minutos de apelo à unidade

Num discurso praticamente monotemático, o novo presidente dos Estados Unidos afirmou saber as causas da fratura em que o país vive e pediu a todos que se lhe juntem para salvar a democracia. Trump, o assalto ao Capitólio e a Covid-19 foram os temas omnipresentes.

Morgan Stanley regista lucro e receita acima do esperado no quarto trimestre

A receita, por sua vez, subiu de 10,9 mil milhões de dólares nos últimos três meses de 2019 para 13,6 mil milhões nos meses de outubro a dezembro do ano passado, superando as previsões dos analistas.
Comentários