Avaliação das casas subiu para 1.265 euros por metro quadrado em maio

Este valor representa um aumento de nove euros face a abril e de 7,6% face ao período homólogo. É o valor mais elevado do último ano.

O valor médio de avaliação das casas subiu para os 1.265 euros por metro quadrado no passado mês de maio, mais nove euros (0,7%) do do que o verificado em abril, segundo os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta quinta-feira. Em relação a maio de 2018, este valor representou um aumento de 7,6%, o equivalente a mais 89 euros por metro quadrado. Trata-se do valor mais elevado do último ano.

Em relação aos apartamentos no mês em análise, o valor médio da avaliação situou-se nos 1.343 euros por metro quadrado, sendo o valor mais elevado a ter sido registado na região do Algarve (1.685 euros por metro quadrado) e o mais baixo na região do Alentejo (1.066 euros por metro quadrado).

Quando comparado com o mês de abril, o valor dos apartamentos subiu 0,8%, com a região Norte a verificar a maior subida (1,5%) e a Região Autónoma dos Açores a maior descida (2,4%). Em termos homólogos, o Algarve apresentou o crescimento mais significativo (12,3%) e a Região Autónoma da Madeira o mais baixo (1,2%).

No que diz respeito à avaliação das moradias, o mês de maio registou um aumento de seis euros, para os 1.137 euros por metro quadrado. Os valores mais elevados foram novamente registados no Algarve (1.567 euros por metro quadrado) e na Área Metropolitana de Lisboa (1.559 euros por metro quadrado) com a zona Centro a ter o valor mais baixo (993 euros por metro quadrado).

Em comparação com o mês de abril, a Região Autónoma dos Açores teve o maior aumento (2,7%), enquanto na Região Autónoma da Madeira se registou a descida mais acentuada (1,8%). Em termos homólogos, o Algarve observou o maior crescimento (9,0%) e o menor ocorreu na Região Autónoma dos Açores (3,5%).

Recomendadas

Segurança na Internet: Mais de metade dos portugueses não se sente devidamente informado

A dinâmica de fazer compras mudou muito nos últimos anos e já não é necessário sair de casa para ver, comparar e comprar produtos. No entanto, muitos consumidores carecem de literacia digital pelo que existem muitas questões quanto às melhores práticas, levando a graves problemas de segurança.

Quercus alerta para riscos de confetis e glitter no ambiente no dia de Carnaval

Os confetis de plástico e os glitter são as principais preocupações para associação ambientalista na noite de Carnaval. Quercus apela para que se opte por opções biodegradáveis ou feitas de papel.

Roubaram-lhe o iPhone? Saiba como recuperá-lo em cinco passos

Suspeita que lhe roubaram o iPhone ou simplesmente não sabe onde o deixou? Descubra como o pode recuperar e evitar que seja utilizado de forma inapropriada.
Comentários