Avião Jetstream 32 da Sevenair já chegou a Cabo Verde

Já está desde ontem à noite na Cidade da Praia a aeronave da empresa portuguesa Sevenair, que vai prestar apoios nas evacuações inter-ilhas  nos próximos quatro meses.

O avião, um Jet Stream 32, aterrou no Aeroporto Internacional Nelson Mandela ao final da tarde, com tripulação portuguesa, da própria Sevenair. O aparelho

O aparelho da Sevenair saiu de Cascais (do aeródromo de Tires), por volta das 08h30 desta manhã de segunda-feira, e aterrou na Praia ao final de tarde, depois de fazer uma escala técnica em Gran Canaria (Canárias).

Note-se que o contrato celebrado entre governo cabo-verdiano e a referida empresa aeronáutica portuguesa deverá ter uma duração de seis meses num primeiro período e visa o transportes de doentes inter-ilhas, mas também qualquer outro serviço governamental.

O Jet Stream 32 ficará, entretanto, na ilha do sal e a Sevenair terá duas tripulações prontas para sua actividade, que vão se revezando.

 

O avião vai ficar afecta à Guarda Costeira, em regime de aluguer, e vai estar disponível para os casos de emergência, a nível nacional. A aeronave vai operar no quadro do protocolo celebrado entre o Estado de Cabo Verde, a Guarda Costeira, Ministério da Saúde e Segurança Social, INPS e as seguradoras privadas Ímpar e Garantia.

Este aparelho vai operar até dezembro, altura em que se estima ter operacionalizado a opção dos dois aviões CASA, que serão adquiridos em definitivo pelo Estado de Cabo Verde junto da Sevenair.

Ler mais
Relacionadas

Ministério da Defesa já tem aval para alugar aviões para a Guarda Costeira

Ministro da Defesa tem autorização para celebrar contrato com a empresa portuguesa AEROVIP, para garantir meios aéreos destinados à evacuação de doentes.
Recomendadas

Presidente de Cabo Verde considera Moçambique referência democrática na CPLP

O Presidente cabo-verdiano defendeu que seria desejável que os resultados das eleições gerais fossem aceites por todas as forças políticas.

Polícia Judiciária: “Caso de Luís Giovani extravasou a investigação criminal e gerou alarme social”

A PJ disse esta sexta-feira que a investigação continua, apesar dos cinco detidos. O jovem cabo-verdiano, que estudava em Bragança, faleceu a 31 de dezembro de 2019 vítima de agressões físicas. “Isto não se trata de um crime de um país ou de outro ou de raças. Algumas das notícias minoritárias que foram veiculadas não têm qualquer fundamento”, assegurou Luís Neves.

Cabo Verde Telecom afirma que tem planos para o 5G ainda em 2020

O ‘chairman’ da operadora de telecomunicações cabo-verdiana afirma que a rede 4G chega a cerca de 40% da população do arquipélago, com uma velocidade “muito forte”.
Comentários