Banco de Cabo Verde realiza Iº Fórum sobre Microfinanças

O Banco de Cabo Verde (BCV) realiza de 30 a 31 de Julho o Iº Fórum sobre Microfinanças, na sua sala formação, em parceria com a Associação Profissional das Instituições de Microfinanças de Cabo Verde (APIMF-CV).

Segundo uma nota do BCV, este fórum, que será presidido pelo governador da instituição, João Serra, se enquadra no programa de capacitação e formação em regulação e supervisão e tem a finalidade de promover o debate sobre a lei de microfinanças.

“O objectivo deste evento é dinamizar o debate em torno da recente Lei de Microfinanças, dos Decretos-leis e dos avisos e criar um ambiente favorável ao desenvolvimento do sector, tendo em vista o processo de transformação e profissionalização das instituições de microfinanças”, lê-se na nota.

Durante o evento, serão realizados dois painéis. No primeiro, o jurista do Departamento Jurídico do BCV, José Júlio Dias, vai apresentar o tema “Legislação e Regulamentação de Microfinanças”, enquanto o coordenador do Gabinete de Microfinanças do BCV, João Fidalgo, vai falar sobre a “Supervisão Prudencial das Instituições de Microfinanças”. Ambos serão moderados pelo Administrador do BCV, Horácio Semedo.

No segundo painel, auditora interna da Associação para a Solidariedade e Desenvolvimento da Ilha de Santiago (ASDIS), Romina Vaz vai falar sobre “O Processo de Transformação da ASDIS – Cooperativa de Crédito.”

Já o presidente da Associação Profissional das Instituições de Microfinanças de Cabo Verde (APIMF-CV), Jacinto Santos, vai apresentar o tema “Transformação da City – Habitat – Cooperativa”, com a moderação do assessor jurídico da APFIM- CV, Júlio Martins.

No segundo dia, o consultor César Garcia apresenta o “Plano de Contas adaptado às IMF”, alguns exercícios e casos práticos. A moderação estará a cargo do conselheiro técnico principal da ADA (Appui au Développement Autonome) de Luxemburgo, Aguido Cabral.

Ler mais
Recomendadas

União Europeia desafia Cabo Verde a incluir dimensão de género nos compromissos futuros

A embaixadora da União Europeia em Cabo Verde lembrou que o programa OGP tem um financiamento de oito milhões de euros e é “uma iniciativa importante na cooperação bilateral” entre o bloco europeu e o país africano.

Portugal e Cabo Verde querem combate ao racismo “todos os dias” com serenidade e inteligência

Marcelo Rebelo de Sousa defendeu um combate “pela positiva” a manifestações racistas e discriminatórias.

Cabo Verde lidera entre centena de deportados dos PALOP pelos Estados Unidos

O número de cabo-verdianos deportados, por vários motivos, mas sobretudo imigração ilegal, desceu no ano passado para 50, face aos 68 de 2018.
Comentários