Banco de Portugal divulga primeiro Relatório de Sustentabilidade

Destacam-se, pela sua relevância no contexto da crise pandémica, as ações de comunicação sobre as moratórias e sobre os serviços de pagamento eletrónicos, bem como o protocolo assinado com o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social para a promoção dos serviços mínimos bancários”, diz o BdP.

O Banco de Portugal divulgou o primeiro Relatório de Sustentabilidade relativo ao período compreendido entre 1 de janeiro de 2019 e 31 de dezembro de 2020.

O relatório descreve o desempenho do BdP na “promoção do desenvolvimento sustentável, com base nos temas identificados como mais importantes pelos seus stakeholders, e foi preparado de acordo com as normas internacionais de referência para o reporte de sustentabilidade, definidas pela Global Reporting Initiative”.

O banco avança com os principais desenvolvimentos, nomeadamente robusteceu regras e procedimentos em matéria de governação interna. O BdP, entre outras iniciativas, concluiu a implementação de um “pacto de não concorrência”; adotou uma política sobre ofertas; aprovou princípios de conformidade e de ética e conduta aplicáveis a todas as entidades que lhe fornecem bens ou serviços; elaborou um plano de gestão de riscos de corrupção e infrações conexas; e estabeleceu uma política e um plano de proteção de dados.

O Banco de Portugal diz também que reforçou as ações de informação e de formação financeira, estatística e económica. “Destacam-se, pela sua relevância no contexto da crise pandémica, as ações de comunicação sobre as moratórias e sobre os serviços de pagamento eletrónicos, bem como o protocolo assinado com o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social para a promoção dos serviços mínimos bancários”, diz o BdP.

O banco central também desenvolveu projetos de responsabilidade social e voluntariado, que reformulou e aprofundou, no contexto da pandemia, para dar resposta a novas carências educativas e alimentares. Para além de ter implementado medidas excecionais de proteção dos trabalhadores e demais interlocutores no contexto da pandemia e obteve a certificação “Global Safe Site”, atribuída pelo Bureau Veritas.

O Banco de Portugal publicou o Compromisso do Banco de Portugal para a Sustentabilidade e o Financiamento Sustentável e aderiu ao Compromisso Lisboa Capital Verde 2020, “no âmbito do qual assumiu a responsabilidade de implementar, até 2030, dez ações em áreas-chave para o combate às alterações climáticas, incluindo a celebração de um contrato de fornecimento de energia elétrica integralmente proveniente de fontes renováveis, que concretizou em 2020”.

A instituição também participou na criação do primeiro fundo de investimento em obrigações verdes do Banco de Pagamentos Internacionais e subscreveu unidades de participação desse fundo, avança o comunicado.

Recomendadas

PremiumCrescimento dos depósitos das empresas ‘amortece’ fim das moratórias

Banca recebeu indicações para encontrar soluções caso a caso. Muitas empresas utilizaram apoios para constituir depósitos.

Sabe como identificar notas roubadas?

Quando recebe notas de alguém deve estar atento para evitar aceitar notas roubadas. Este episódio do BdP Podcast traz-lhe algumas informações úteis: dá-lhe a conhecer formas de saber se as notas que lhe passam pela frente foram obtidas num furto.

PremiumSantander Totta avança com cerca de 210 despedimentos

O Banco Santander Totta vai comunicar esta sexta-feira à Comissão de Trabalhadores que tem 210 trabalhadores com quem não foi possível chegar a acordo e como tal são elegíveis para o despedimento colectivo.
Comentários