Banco Mundial financia Cabo Verde com 5 milhões de dólares

O arquipélago contava com três casos de covid-19 confirmados, todos na ilha da Boa Vista e turistas estrangeiros. Um desses, um inglês de 62 anos, morreu na noite de ontem.

O Banco Mundial vai financiar Cabo Verde com cinco milhões de dólares, para reforçar a prevenção e combate à pandemia de Covid-19, que no arquipélago conta com dois casos confirmados e uma morte.

Em conferência de imprensa, para fazer um ponto de situação da progressão da doença no país, o ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário, explicou que um dos apoios no combate à pandemia será proveniente da China. “O Governo chinês já nos garantiu um apoio em termos de aquisição de equipamentos”, afirmou esta terça-feira.

Cabo Verde contava com três casos de covid-19 confirmados, todos na ilha da Boa Vista e turistas estrangeiros. Um desses, um inglês de 62 anos, morreu na noite de ontem. “Vamos ter um financiamento do Banco Mundial, no valor de cinco milhões de dólares [4,6 milhões de euros], para fazermos face à epidemia”, anunciou, na conferência de imprensa.

O financiamento, explicou ainda, será alocado na “aquisição de equipamentos de teste” e no “reforço na área da comunicação” sobre a pandemia.

“Todas a vertentes para encararmos a situação. Creio que estaremos em condições para, em termos materiais, de recursos humanos, fazer face a esta situação”, afirmou Arlindo do Rosário.

Por decisão do Governo cabo-verdiano, a ilha da Boa Vista está em quarentena desde sexta-feira, e pelo menos até 4 de abril, para tentar impedir o alastramento da doença a outras ilhas.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infetou mais de 345 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 15.100 morreram.

Ler mais
Recomendadas

Covid-19: Cabo Verde confirma 17.ª morte e mais 31 novos casos

As autoridades de saúde cabo-verdianas confirmaram hoje a 17.º vítima mortal associada à covid-19 no arquipélago, além de mais 31 novos infetados nas últimas 24 horas

Primeiro-ministro de Cabo Verde diz que desenvolvimento sustentável é “dos maiores desafios” do país

“É confiarmos nas nossas capacidades, nos cabo-verdianos e naquilo que podemos fazer, particularmente para superar esse período”, referiu Ulisses Correia e Silva, no âmbito das comemorações do 45º aniversário da independência de Cabo Verde.

Assista aqui à comemoração do 45º aniversário da independência de Cabo Verde

A Embaixada de Cabo Verde em Portugal e o Centro Cultural de Cabo Verde organizaram um programa num formato exclusivamente digital, que começou ontem e se prolonga até este domingo.
Comentários