BCP impulsiona bolsa de Lisboa quando os mercados aguardam conclusões da Reserva Federal dos EUA

O principal índice bolsista português (PSI 20) soma 0,23%, para 5.041,07 pontos.

O principal índice bolsista português (PSI 20) soma 0,23%, para 5.041,07 pontos, contrariando a tendência das principais praças europeias esta quarta-feira, 31 de julho. “A sessão de hoje deverá ser marcada pela expetativa em relação à reunião da Fed“, apontam os analistas do BPI no diário da bolsa.

Em Lisboa, a recuperação do BCP  impulsiona o PSI 20, após um tombo de 6% na terça-feira devido a uma forte possibilidade do Banco Central Europeu (BCE) avançar com cortes nas taxas de juro. Hoje, o banco liderado por Miguel Maya soma 0,55%, para 0,23 euros.

Os títulos da Galp Energia (1,25%), da Mota-Engil (1,10%), da Navigator (0,45%) e da Sonae SGPS (0,54%) também puxam pelo principal índice bolsista nacional.

Entre as papeleiras, a Altri poderá ser um dos focos dos investidores, visto que após o fecho da sessão vai divulgar as contas do terceiro trimestre. Os analistas do CaixaBank estimam que o lucro líquido tenha chegado aos 33 milhões de euros e que o EBITDA ascenda aos 67 milhões de euros.

“A Altri tem sido uma das ações nacionais mais penalizadas pela incerteza em relação às negociações entre os EUA e a China e às repercussões que esta temática tem na economia da China [que é o maior comprador mundial de pasta de papel]”, lê-se no diário da bolsa do BPI. A Altri negoceia sem variação.

Em contraciclo, destaque para os CTT que continuam em queda depois de a Autoridade Nacional das Comunicações ter decretado uma redução de preços em vigor tendo em conta o incumprimento de requisitos mínimos da qualidade do serviço.

Também a EDP Renováveis, que perde 0,65%, para 9,15 euros, é foco pela negativa. A empresa liderada por João Manso apresenta perdas, quando informou que “foi concluída a venda da sua participação acionista total e dos empréstimos acionistas a investidores institucionais, por 808 milhões de euros”, de acordo com o comunicado ao mercado.

Ler mais

Recomendadas

PSI 20 em queda acompanha Europa condicionada pelos receios de propagação do coronavírus

Doze empresas cotadas desvalorizam, cinco valorizam e uma cotada negoceia sem variação na bolsa nacional.

Wall Street contagiada pelo Covid-19. Ganhos de 2020 foram anulados num dia

O petróleo também está a cair. Em Londres, o barril de Brent, referência para a Europa, tomba 4,12%, estando a negociar nos 55,55 dólares. Já o West Texas Intermediate, nos Estados Unidos, desvaloriza 3,97%, para 51,26 dólares.

Coronavírus em Itália leva a ‘mini-crash’ nas bolsas da Europa

NOS, Mota-Engil, CTT e BCP lideram nas quedas de mais de 5%. A Europa viu os mercados de ações caírem fortemente com o avanço do coronavírus no norte de Itália. O ouro acabou por ser visto como ativo de refúgio e sobe 1,81%. Ao contrário o petróleo está em queda expressiva.
Comentários