Benfica e Porto reforçam receitas e estão entre os 30 clubes mais valiosos da Europa

Estudo da Deloitte indica que Benfica gerou uma receita de quase 200 milhões de euros durante a época 2018/2019, um acréscimo de quase 50 milhões de euros face à época 2017/2018. Porto surge a fechar o top30 do ranking da consultora, com uma receita cerca de vinte milhões de euros inferior à do rival da Luz.

Alessandro Bianchi/Reuters

Devido ao desempenho desportivo, ao valor da sua marca cabalística e pela venda de atletas, Benfica e Porto têm reforçado o seu valor no futebol europeu nas duas últimas épocas desportivas. De acordo com a 23.ª edição do estudo “Football Money League” da Deloitte, Benfica e FC Porto são os emblemas portugueses mais valiosos do mundo do futebol e são dois dos quatro clubes fora dos cinco maiores campeonatos europeus (‘Big 5’) a figurar entre os 30 clubes que maior receita geraram na época 2018/2019.

O Benfica encontra-se na 24.ª posição com uma receita de 197,6 milhões de euros, quando em 2017/2018 estava no 30.º lugar, com uma receita de 150,7 milhões de euros. O clube da Luz continua a beneficiar do facto de em Portugal os direitos de transmissão televisiva serem negociados caso a caso.

“O Benfica continua a tirar proveitos do seu próprio canal por subscrição e dos robustos acordos comerciais firmados nos últimos anos, incluindo os patrocínios da Adidas e da Emirates. A isto acresce a astúcia na transferência de jogadores, que tem sido um factor crítico na capacidade de o clube continuar a competir entre os clubes com as maiores receitas do mundo”, indicava a Deloitte relativamente à época 2017/2018. Agora, os números indicam que os encarnados reforçaram o seu status.

O FC Porto, por sua vez, surge na 29.ª posição com uma receita gerada de 176,2 milhões de euros em 2018/2019. Na época anterior, o clube da cidade Invicta não constava na análise da Deloitte, mas a consultora indicou na análise relativa a 2017/2018 que o FC Porto surgiria na edição seguinte, fruto dos prémios entregues pela UEFA pelo desempenho na Liga dos Campeões.

Além de Porto e Benfica, a equipa holandesa Ajax e o emblema russo do Zenit são os outros clubes fora da ‘Big 5’ a entrar no top30 da Deloitte, sendo que a partir da 22.ª posição apenas constam equipas provenientes das ligas inglesa, espanhola, italiana, francesa e alemã.

Receitas continuam a crescer na indústria do futebol
A primeira grande conclusão do estudo da consultora britânica é que as receitas da indústria do futebol continuam a crescer e não há sinais de que o ritmo desacelere. Se na época 2017/2018, a receita total foi de 8,3 mil milhões de euros, em 2018/2019 esse valor catapultou para 9,3 mil milhões de euros, sendo que mais de 80% foram gerados por direitos de transmissão televisiva e por acordos comerciais.

Pela primeira vez, a análise da Deloitte indica o Barcelona como o clube mais lucrativo do mundo, sendo o único a ter captado uma receita superior a 800 milhões de euros em 2018/2019, superando o rival Real Madrid que na edição anterior tinha sido declarado pela consultora como o clube com maior receita.

Ler mais
Relacionadas

Bruno Fernandes perto da saída. Quanto fica nos cofres de Alvalade?

Bruno Fernandes tem sido um dos jogadores mais cobiçados do futebol português neste mercado de transferências. Depois de no mercado de verão se ter gorado a sua saída para os ingleses do Tottenham, que foram aqueles que mais interesse manifestaram na compra do capitão do Sporting, a ‘janela’ de transferências de inverno volta a abrir-se para Inglaterra, mas desta feita com o Manchester United a parecer o destino mais provável para o médio ‘leonino’.

Em seis meses, Benfica ‘obriga’ dois clubes da La Liga a bater recordes de transferências

Em menos de um ano, e caso se confirme a venda que todos os jornais desportivos portugueses dão como praticamente fechada, o SL Benfica ‘obriga’ dois clubes da Liga espanhola a bater os seus recordes de transferências: Espanyol e Atlético de Madrid.
Recomendadas

Bruno Fernandes pode elevar compras do United ao Sporting acima dos 140 milhões de euros

Até ao momento, a ‘fatura’ está nos 64,5 milhões de euros e envolve transferências quase sempre acima dos 20 milhões de euros. Esta quarta-feira, esse valor pode duplicar.

Dos 4,5 aos 55. Os muitos milhões envolvidos na transferência de Bruno Fernandes

Bruno Fernandes vai viajar para Inglaterra já esta quarta-feira, acompanhado pelo seu agente Miguel Pinho. Bruno Fernandes, médio de 25 anos, chegou ao Sporting há dois anos e meio proveniente da Sampdória por um valor de 8,5 milhões de euros, deixando Alvalade com 63 golos em 137 jogos e três troféus: duas Taças da Liga e uma Taça de Portugal.

“Benfica tem um poder inacreditável em África”

Jorge Pessoa e Silva, coordenador d’ “A Bola TV”, veio ao Jogo Económico e fez uma análise daquele que pode ser o processo de internacionalização do clube da Luz. África deve ser tida em conta, realça o jornalista.
Comentários