BlackRock vai acelerar esforço para fazer da sustentabilidade o ‘standard’ no investimento

“A sustentabilidade está a tornar-se cada vez mais importante para os resultados do investimento, e como o líder global na gestão do investimento, o nosso objectivo é de ser o líder global na gestão do investimento sustentável”, afirmou o ‘board’ da norte-americana BlackRock, numa carta enviada aos clientes.

A maior gestora de ativos do mundo, a norte-americana BlackRock, acredita que a sustentabilidade deverá ser o novo ‘standard’ no investimento e explicou esta terça-feira como vai acelerar os esforços para integrar esse fator nos portfólios dos clientes.

Numa carta enviada aos clientes, a comissão executiva da empresa, que tem quase 7 biliões de dólares em ativos sob gestão, afirmou que “dado que as opções de investimento sustentável têm o potencial de oferecer melhores resultados aos clientes, estamos a tornar a sustentabilidade uma peça integral na forma como a BlackRock gere o risco, constrói os portfólios, desenha os produtos e interage com as empresas”.

Recordou que nos últimos anos tem aprofundado a integração da sustentabilidade na tecnologia, gestão de risco e escolhas de produtos e que vai agora acelerar esses esforços através de três áreas de ação.

A primeira consiste na integração da sustentabilidade nos portfólios (criando versões sustentáveis dos principais modelos de portfólios) e nos processo de investimento ativo, na redução da exposição a setores com externalidades negativas. Em relação a este último passo, a BlackRock explicou que vai remover dos portfólios de investimento ativos a dívida e as ações de empresas que gerem mais de 25% das receitas através de produção de energia via centrais termais a carvão, objetivo que pretende atingir até ao final da primeira metade de 2020.

O segundo lote de medidas está relacionado com o aumento da acesso ao investimento sustentável. A gestora vai duplicar o número de ETF de ESG, ou seja, fundos constituídos com base em critérios de ambientais, sociais e de governança, nos próximos anos para 150. Outras medidas incluem o trabalho em conjunto com fornecedores de índices para expandir e melhorar o universo de índices sustentáveis.

Por fim, a gestora compromete-se a participar em esforços conjuntos com outras entidades na gestão de temas da sustentabilidade, a renovar os guidelines de compromissos e de como vota nos boards em que está presente, e a aumentar a transparência sobre como age nesses contextos.

“A sustentabilidade está a tornar-se cada vez mais importante para os resultados do investimento, e como o líder global na gestão do investimento, o nosso objectivo é de ser o líder global na gestão do investimento sustentável”, concluiu.

 

Ler mais

Recomendadas

Ministra do Trabalho: apoio às empresas em ‘lay-off’ diferenciado em função da quebra de faturação

O apoio às empresas em ‘lay-off’ que retomarem a atividade será diferenciado em função da quebra de faturação, com vista a direcionar as ajudas públicas “a quem mais precisa”, afirmou a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, na terça-feira.

Infografia | Sintra e Lisboa lideram no número de novos casos diários

Sintra (45) e Lisboa (39) foram os dois concelhos a nível nacional que registaram mais novos casos confirmados de Covid-19 nas últimas 24 horas. Seguem-se a Amadora e Loures (ambos com 25 casos cada), seguidos por Odivelas (21).

CFP: Impacto de ajuda à TAP nas finanças públicas depende da forma de intervenção

A instituição presidida por Nazaré da Costa Cabral nota que entre os apoios com impacto na dívida pública e eventualmente no saldo orçamental está eventuais injeções de capital que o Estado português possa vir a ter de efetuar em empresas públicas ou participadas.
Comentários