Bloco de Esquerda demonstra abertura para coligações nas autárquicas

Na moção apresentada por Catarina Martins, Pedro Filipe Soares e Marisa Matias, os bloquistas explicam que o partido tem como objetivo o aumento e rejuvenescimento da sua representação nos municípios e freguesias”.

Numa moção conjunta o Bloco de Esquerda (BE), entre os outros aspetos, referiu-se às eleições autárquicas. No documento, a que o Jornal Económico teve acesso, os bloquistas demonstram abertura para coligarem-se com partidos de esquerda.

“Em cada executivo, o Bloco está disponível para todas as responsabilidades, contribuindo para a formação de maiorias que, excluindo os partidos de direita, assentem em compromissos sobre medidas fundamentais”, segundo consta no documento assinado pela coordenadora do BE, Catarina Martins, pelos deputados Pedro Filipe Soares e ex-candidata presidencial Marisa Matias.

Na missiva, o partido liderado por Catarina Martins explica que “o Bloco tem como objetivo o aumento e rejuvenescimento da sua representação nos municípios e freguesias”. “O Bloco apresenta listas próprias, abertas à participação de candidatos independentes e não realizará coligações com os partidos de direita e com o Partido Socialista. O Bloco poderá renovar coligações ou o apoio a movimentos de cidadãos com balanço positivo”, completam.

O Bloco de Esquerda explica ainda que “crise pandémica acentuou as desigualdades regionais, opondo crescentemente os centros às periferias e cavando mais fundo o fosso
entre o interior e o litoral. Mantendo os fatores de atraso do país”.

Sobre as autárquicas, já se fala a mudança da data. No entanto, apenas o Partido Social Democrata (PSD), Partido Socialista (PS) e Partido Comunista Português (PCP) se manifestaram. O líder social democrata garante ser preciso tomar uma posição sobre o adiamento do adiamento das eleições autárquicas. O PS e PCP consideram prematuro falar sobre uma possível alteração na data. O Partido Ecologista Os Verdes (PEV) e o partido Pessoas Animais e Natureza (PAN).

Na moção, os bloquistas deixam ainda um recado ao Partido Socialista e a Marcelo Rebelo de Sousa. “PS e o Presidente da República negaram a regionalização, mas o Bloco manterá esse propósito, não se resignando à inevitabilidade de uma país a várias velocidades”.

Ler mais
Recomendadas

Moradas falsas: o que está em causa e quem são os nove deputados na mira da Justiça

Desde o final de março, o Ministério Público tem estado a pedir ao Parlamento o levantamento da imunidade parlamentar dos deputados suspeitos de peculato, por terem fornecido alegadamente moradas falsas para a atribuição de subsídios. Até agora, foi pedido o levantamento de imunidade a nove deputados, mas há mais pedidos que podem chegar entretanto.

Governo levanta suspensão de voos do Brasil e Reino Unido para viagens essenciais (com áudio)

Ministério da Administração Interna considera viagens essenciais as que estão destinadas “a permitir o trânsito ou a entrada em Portugal de cidadãos em viagens por motivos profissionais”. Veja a lista de países para as quais são só permitidas viagens essenciais.

Ferreira Leite defende que apoios sociais “perpetuam” a pobreza e “arrastam as gerações seguintes” (com áudio)

No seu espaço habitual de comentário na TVI24, Manuela Ferreira Leite considerou “muito fácil e popular” tentar resolver a pobreza através de mais apoios sociais, mas que isso só serve para “distrair” e “arrastar” o problema às gerações seguintes.
Comentários