Bolsa de Lisboa segue com ganhos tímidos numa Europa a cair

PSI-20 é dos poucos índices europeus no ‘verde’. As ações da Jerónimo Martins avançam 0,12% para 14,19 euros, no dia em que a dona do Pingo Doce aprova, em assembleia geral extraordinária, um dividendo de 13,8 cêntimos por ação.

Hugo Correia/Reuters

As bolsas europeias negoceiam quase todas a ‘encarnado’ a meio da sessão desta quinta-feira, dia em que os mercados norte-americanos estão encerrados. O principal índice bolsista português, PSI-20, é um dos poucos que está em terreno positivo, com uma ligeira subida de 0,14% para 4.635,15 pontos, impulsionado pela subida dos CTT – Correios de Portugal (+1,39% para 2,54 euros) e da construtora Mota-Engil (+3,69% para 1,52 euros).

As ações da retalhista Jerónimo Martins avançam 0,12% para 14,19 euros, no dia em que a dona do Pingo Doce aprova, em assembleia geral extraordinária, um dividendo de 13,8 cêntimos por ação. Ainda assim, a liderar os ganhos está a Ibersol, que dispara 11,83% para 5,20 euros.

No resto da Europa, o índice alemão DAX desliza 0,04%, o britânico FTSE 100 perde 0,55%, o espanhol IBEX 35 recua 0,73%, o francês CAC 40 desvaloriza 0,10% e o italiano FTSE MIB perde 0,28%. Só o holandês AEX sobe 0,29% O Euro Stoxx 50 está a ser marcado por uma valorização de 0,03%.

“A sessão de hoje estará muito provavelmente a meio gás com as bolsas fechadas nos Estados Unidos devido ao feriado do Dia de Ação de Graças. Do lado macroeconómico, também teremos poucas referências. O sentimento de mercado continua a ser atrativo. As tomadas de mais-valias, quando acontecem, são milimétricas, como ontem, e parecem-se mais como oportunidades para comprar mais barato”, referem os analistas do Bankinter, em research.

O valor do ‘ouro negro’ está a descer. O preço do petróleo WTI, produzido no Texas, desce 1,51% para os 45,02 dólares por barril, enquanto a cotação do barril de Brent está a desvalorizar 1,05% para os 48,02 dólares.

Quanto ao mercado cambial, o euro desvaloriza 0,18% face ao dólar, para 1,1892 dólares, e a libra esterlina recua 0,26% face à moeda dos Estados Unidos, para 1,3347 dólares.

A marcar a sessão está ainda a desvalorização das criptomoedas, depois de um rally que colocou a bitcoin acima dos 19 mil dólares. As moedas virtuais dash e ripple caem igualmente, mais de 10% esta manhã.

“A bitcoin tem vindo a registar fortes quedas ao longo da sessão de hoje depois de uma tendência de alta de quase três meses onde se viu o preço da criptomoeda a duplicar. A bitcoin caiu junto até à barreira dos 17 mil dólares, fazendo a maior queda desde setembro. Será este movimento o fim da tendência de alta ou apenas uma correção após os recentes ganhos acentuados?”, questionam-se os analistas da XTB sobre estes ativos digitais, numa nota de mercado.

Ler mais

Recomendadas

Wall Street encerra no verde em dia de tomada de posse do novo presidente dos EUA

A tendência de ganhos em Wall Street prossegue no dia de tomada de posse do novo presidente dos EUA, Joe Biden.

Bolsa de Lisboa é a única que cai na Europa

As valorizações da EDP Renováveis e da Galp de mais de 1% não evitaram a queda do índice lisboeta. Europa fecha no verde.

Wall Street abre em alta no dia da tomada de posse de Biden

Resultados da banca acima do esperado e sinal de que Joe Biden vai estimular a economia norte-americana está a animar a bolsa de Nova Iorque.
Comentários