Bolsa portuguesa acompanha Europa em alta

Entre as principais praças europeias, o alemão DAX cresce 0,23%, o britânico FTSE 100 soma 0,36%, o francês CAC 40 sobe 0,12% e o espanhol IBEX 35 avança 0,08%.

A bolsa portuguesa negoceia no verde esta quinta-feira, prolongando o ganhos da última sessão, em linha com as principais congéneres europeias. O principal índice bolsista português (PSI 20) sobe 0,12%, para 5.035,98 pontos.

Entre as principais praças europeias, o alemão DAX cresce 0,23%, o britânico FTSE 100 soma 0,36%, o francês CAC 40 sobe 0,12% e o espanhol IBEX 35 avança 0,08%.

Na bolsa portuguesa, o PSI 20 é impulsionado pela EDP. A empresa liderada por Miguel Stilwell soma 0,16%, para 5,094 euros, um dia depois dos acionistas as contas de 2020 e o pagamento de dividendo de 753,48 milhões a partir de 26 de abril, bem como o novo conselho geral e de supervisão da EDP, que será liderado por João Talone.

O cenário na bolsa é melhorado pela Sonae que avança 0,57%, para 0,7925 euros, e pela NOS, que soma 0,20%, para 3,048 euros.

O mercado petrolífero negoceia no vermelho. Em Londres, o Brent desliza 0,03%, para 66,54 dólares, enquanto o WTI, em Nova Iorque, perde 0,05%, para 63,13 dólares.

No mercado cambial, o euro aprecia 0,10% face ao dólar, para 1,1985 dólares. Na relação com a libra, o a moeda da zona euro deprecia 0,02%, para 0,8688 libras. A libra aprecia 0,11% face ao dólar, para 1,3793 dólares.

Ler mais

Recomendadas

Dow Jones e S&P 500 terminam semana de ganhos com novos recordes

Uma das cotadas que se destacaram em Nova Iorque foi a tecnológica Roku, que disparou mais de 11% depois de apresentar bons resultados trimestrais.

PSI-20 fecha semana no ‘verde’ com CTT a dispararem quase 10%

Praça lisboeta terminou a sessão a valorizar 1,16%, para 5,150.59 pontos nesta sexta-feira, seguindo a tendência das congéneres europeias.

Wall Street abre em terreno positivo e ignora dados do emprego nos EUA

A sessão desta sexta-feira também abriu com as empresas de tecnologia e de vacinas a verde. É disso exemplo Twitter, Apple, Johnson & Johnson ou AstraZeneca.
Comentários