Bolsas europeias fecham em alta. EDP impulsiona Lisboa

Uma das cotadas em destaque foi a Altri, cujos títulos subiram 0,70% para 6,44 euros. A empresa da pasta e do papel informou o mercado de que agendou a Assembleia Geral com uma proposta de dividendo de 0,25 euros por ação.

As bolsas europeias fecharam a sessão desta quinta-feira em terreno positivo e Lisboa não destoou. Só a praça de Milão tirou o ‘verde’ total ao ‘Velho Continente’. O PSI-20 subiu 0,09% para 5.029,88 pontos, impulsionado pelo ganho de 1,80% para 5,20 euros da EDP – Energias de Portugal.

Uma das cotadas em destaque foi a Altri, cujos títulos subiram 0,70% para 6,44 euros. A empresa da pasta e do papel informou o mercado de que agendou a Assembleia Geral com uma proposta de dividendo de 0,25 euros por ação e a hipótese de distribuição de um dividendo extraordinário ou ações da Greenvolt caso a subsidiária entre bolsa até ao final de 2021.

A Novabase foi aquela que mais subiu: 1,87% para 3,82 euros.

No resto da Europa, o sentimento é igualmente otimista. O índice alemão DAX subiu 0,25%, o britânico FTSE 100 ganhou 0,86%, espanhol IBEX 35 cresceu 0,41%, o francês CAC 40 avançou 0,57%, o holandês AEX ganhou 0,47%. Só o italiano FTSE MIB perdeu 0,63%. O Euro Stoxx 50 ficou marcado por uma valorização de 0,56%.

“Destaque para as declarações de Christine Lagarde, ao afirmar que uma postura fiscal ambiciosa e coordenada continua a ser crucial, já que uma retirada prematura do apoio fiscal arriscaria atrasar a recuperação e ampliar os efeitos prejudiciais de longo prazo. No plano macroeconómico, foi revelado que o índice de preços no produtor da Zona Euro aumentou 1,5% em janeiro, a um ritmo superior ao esperado”, refere Ramiro Loureiro, trader do Millennium bcp.

Nas matérias-primas, o valor do ‘ouro negro’ segue direções opostas. O preço do petróleo WTI, produzido no Texas, desliza os ligeiros 0,02% para os 59,76 dólares por barril, enquanto a cotação do barril de Brent está a subir o,24% para os 63,31 dólares.

“Os inventários de petróleo bruto nos Estados Unidos caíram cerca de 3,52 milhões de barris na semana que terminou a 2 de abril, após uma queda de 876 mil barris na semana anterior e em comparação com as estimativas dos analistas de uma queda de 1,436 milhões, de acordo com o EIA Petroleum Status Report”, recorda a XTB, em research.

Quanto ao mercado cambial, o euro valoriza 0,27% face ao dólar, para os 1,1903 dólares, enquanto a libra esterlina sobe 0,06% face à moeda dos Estados Unidos, para os 1,3742 dólares.

Ler mais

Recomendadas

Novos impostos sobre capital arruínam o dia em Wall Street

Não é uma notícia confirmada, apenas um rumor: a administração Biden pode estar a preparar novos impostos sobre os grandes salários e sobre os rendimentos do capital. Wall Street tremeu de imediato.

“Mercados em Ação”. “Principal fator para a força do euro é a fraqueza do dólar”

“Penso que os dois fatores contribuem. O principal fator que contribui para a força do euro será a fraqueza do dólar, neste momento. Claro que temos também o aumento do apetite pelo risco”, salientou o analista sénior Ricardo Evangelista no programa da JE TV.

Grupo EDP dispara em bolsa em reação ao compromisso de redução de emissões em 50% dos EUA

O grupo energético português juntou-se a mais 406 empresas que pediram à administração de Joe Biden que assumisse compromissos climáticos mais “ambiciosos” no dia em que decorre a Cimeira para o Clima.
Comentários