“Bomba biológica”. Jogo da ‘Champions’ entre Atalanta e Valência pode ter infetado 40 mil adeptos

No dia 19 de fevereiro, mais de 40 mil adeptos da Atalanta deslocaram-se até Milão para assistir ao jogo entre a sua equipa e o Valência a contar para a Liga dos Campeões.

Valentyn Ogirenko/Reuters

O presidente da câmara de Bérgamo em Itália, recorreu às redes sociais para apelidar o jogo a contar para a liga dos campeões entre Atalanta e Valência como uma “bomba biológica”. O jogo que teve de ser disputado no estádio San Siro, Milão, acolheu mais de 40 mil adeptos da Atalanta que, poderão não só ter contraído o vírus, como também acelerar todo o processo de contágio.

O primeiro jogo entre as duas equipas decorreu a 19 de fevereiro, numa altura em que poucos poderiam antecipar o que se seguiria em Itália. Numa fase preliminar do vírus em território europeu, os italianos desvalorizaram os elevados riscos de contágio e recusaram-se a fechar as portas dos recintos desportivos.

Uma vez que o estádio do Atalanta não tem condições para acolher um jogo da Liga dos Campeões, o jogo teve de ser disputado em Milão, no mítico San Siro. Sendo Milão precisamente uma das cidades mais afetadas pelo Covid-19 em Itália, a deslocação dos mais de 40 mil adeptos poderá estar na origem da multiplicação do número de casos na região de Bérgamo (região do clube).

Giorgio Gori, presidente da câmara de Bérgamo, refere-se à situação como sendo uma “bomba biológica” e explica que “naquela altura não sabíamos bem o que é que estava a acontecer, o primeiro paciente em Itália só foi anunciado no dia 23 de fevereiro, quatro dias depois do jogo. Se o vírus já estava em circulação, os 40 mil adeptos que foram ao San Siro foram infetados”.

Gori, acrescenta ainda que “devido ao contexto histórico para a Atalanta de disputar um jogo desta magnitude para a liga dos campeões, muitas pessoas assistiram ao jogo em grupo esse poderá ter sido outro fator determinante para o elevado número de pessoas infetadas em Itália”.

Itália é, neste momento, o país mais afetado pela pandemia de Covid-19, com um total de 69.176 casos de pessoas infetadas, das quais 8.326 recuperaram e 6.820 perderam a vida de acordo com os dados do portal “Worldometer”. Só na região da Lombardia, onde se situa Bérgamo, já foram registadas mais de 500 mortes.

Ler mais
Recomendadas

Clubes da Primeira Liga querem pagamentos antecipados por jogos que podem não se realizar, mas patrocinadores recusam

“Todos os clubes têm o mês de março completamente pago, havendo mesmo casos com adiantamentos na sua posse: 14 jogos pagos para 12 realizados”, disse uma fonte próxima dos patrocinadores, ouvida pelo Jornal Económico.

FIFA prepara “plano Marshall” para amenizar impactos da Covid-19 no futebol

A proposta, citada em referência ao pacote de apoio financeiro dos Estados Unidos que ajudou a reconstruir a Europa após a Segunda Guerra Mundial, poderá ver a FIFA a mergulhar nas suas reservas de 2,7 mil milhões de dólares (2,5 mil milhões de euros) caso seja posta em prática.

Torneio de Wimbledon cancelado pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial

Depois de várias reuniões realizadas esta semana o All England Lawn Tennis Club (AELTC) anunciou que era impossível que um dos quatro torneios que fazem parte do Grand Slam, marcado de 29 de junho a 12 de julho fosse realizado devido à pandemia da Covid-19.
Comentários