Boris Johnson recria cena da porta do filme “O amor acontece”. Hugh Grant já criticou vídeo

Na nova versão, o primeiro-ministro britânico pede o voto ao seu eleitorado para que o Reino Unido consiga avançar no processo do Brexit. Hugh Grant, que entrou no filme, já criticou o filme.

O primeiro-ministro britânico recriou a cena da porta do filme “O amor acontece” num vídeo de propaganda eleitoral. Com as eleições britânicas marcadas para 12 de dezembro, a campanha de Boris Johnson está a dar tudo por tudo para manter o político conservador no poder.

A cena é semelhante à do filme original em que o personagem Mark, interpretado por Andrew Lincoln, vai à casa de Juliet, a sua amada interpretada por Keira Knightley, para mostrar uma série de cartazes a demonstrar o seu amor. A necessidade dos cartazes escritos, sem comunicação verbal, prende-se com o facto de Peter (interpretado por Chiwetel Ejiofor), o namorado de Juliet, estar dentro de casa sentado no sofá.

Na nova versão, o primeiro-ministro britânico pede o voto ao seu eleitorado para que o Reino Unido consiga avançar no processo do Brexit, e para que o “outro gajo” não consiga vencer, em referência ao líder dos trabalhistas, Jeremy Corbyn.

“Com sorte, no próximo ano o Brexit já está concluído, se o Parlamento não o bloquear novamente, para conseguirmos avançar”, segundo o líder dos tories.

Uma sondagem divulgada pelo Guardian esta terça-feira coloca os conservadores na frente com 43% da intenção de voto, seguidos dos trabalhistas com 33% e dos liberais democratas com 13%.

Quem já veio a público comentar o vídeo foi Hugh Grant que no filme interpreta o papel de primeiro-ministro britânico. O ator destacou que nesta versão não surge o cartaz a dizer “no natal diz-se a verdade”.

“Penso que os assessores pensaram que este cartaz não ficaria bem nas mãos de Boris Johnson”, disse, citado pelo Hollywood Reporter.

Apesar de considerar que a produção do vídeo é boa, o ator brincou ao dizer que talvez o vídeo tivesse sido financiado “com rublos”, referindo-se aos donativos feitos por cidadãos russos aos conservadores.

O ator tem estado a fazer campanha contra o partido conservador em vários círculos eleitorais, por ser contra a saída do Reino Unido da União Europeia.

 

Ler mais
Recomendadas

Pedro Sánchez recusa reunir com Juan Guaidó em Davos

Desafiando a proibição de sair do território venezuelano, Juan Guaidó decidiu embarcar numa viagem pela Europa onde irá visitar os respetivos chefes de Estado.

Deputado iraniano anuncia recompensa de três milhões de dólares para “quem matar Trump”

Segundo a agência do parlamento iraniano, Icana, Hamzeh disse fazer a oferta em nome dos “três milhões de habitantes de (província de) Kerman”, no sudeste do Irão e terra natal de Soleimani.

Luanda Leaks: Inspeção do Estado vai “a qualquer momento” fazer auditoria à Sonangol

A Inspeção-Geral da Administração do Estado (IGAE) angolana assegurou hoje que “a qualquer momento” vai fazer uma auditoria à Sonangol, mas caso receba qualquer análise da petrolífera vai “avaliar se a mesma corresponde aos pressupostos técnicos e legais”.
Comentários