Brasil: Ataque à sede do Porta dos Fundos já foi reivindicado por grupo nacionalista

O Comando de Insurgência Popular Nacionalista da Grande Família Integralista Brasileira divulgou um vídeo nas redes sociais no qual assume o atentado contra o edifício do canal da produtora, bem como imagens do ataque.

Gregório Duvivier

O ataque à sede do grupo humorista brasileiro Porta dos Fundos já foi reivindicado por um grupo extremista. A polícia do Rio de Janeiro recebeu um vídeo no qual um grupo de 25 pessoas assume ser o autor do ataque à sede da produtora do canal da Porta dos Fundos, na madrugada do dia 24 de dezembro.

As imagens foram partilhadas no ‘Youtube’ e já se encontram a ser investigadas pelas autoridades, conta o jornal Estado de São Paulo, esta quinta-feira, 26 de dezembro.

Neste vídeo, os elementos do autodenominado Comando de Insurgência Popular Nacionalista da Grande Família Integralista Brasileira surgem de cara tapada, lendo um manifesto e exibindo ainda as imagens do ataque ao edíficio, com o lançamento de cocktails molotov. O ataque acabou por não fazer feridos e o fogo foi extinto por um funcionário do prédio.

Na sua página da rede social Facebook, a Porta dos Fundos condenou este ataque e acrescentou que “seguiremos em frente, mais unidos, mais fortes, mais inspirados e confiantes que o país sobreviverá a essa tormenta de ódio e o amor prevalecerá junto com a liberdade de expressão”.

Na base de toda esta polémica encontra-se o facto do canal de humor brasileiro ter lançado na plataforma de streaming Netflix, um filme intitulado “Natal, A Primeira Tentação de Cristo”, onde um Cristo homossexual é interpretado por Gregório Duvivier (na foto), com um namorado, interpretado por Fábio Porchat.

Mesmo se tratando de uma comédia, o filme já levou a que fosse criada uma petição para que a sua exibição seja retirada da Netflix.

 

Ler mais
Recomendadas

Presidente de Angola aprova acordo de financiamento no valor de 582 milhões de euros

João Lourenço refere que o acordo foi aprovado ao abrigo do Projeto de Estabilização Macroeconómica e Financiamento da Política de Desenvolvimento Inclusivo e Diversificação Económica de Angola.

Espanha regista quebra de 75% no número de turistas estrangeiros em março

Os confinamentos vividos no segundo país mais visitado do mundo antes da pandemia levaram a quebras assinaláveis na chegada de turistas estrangeiros ao país. O principal mercado emissor, o Reino Unido, quebrou 97,2% nos primeiros três meses do ano, sendo suplantado em volume de visitantes por França, Alemanha e até Portugal.

Emprego nos EUA deverá manter trajetória de recuperação em abril, esperam analistas

O animador relatório de criação de emprego nos EUA em março deverá agora ver uma continuação da trajetória positiva, numa altura em que a pandemia vai ficando progressivamente mais controlada naquele que foi um dos países mais afetados economicamente pela Covid-19 em 2020.
Comentários