Britânicos vão poder viajar para Portugal sem ter de fazer quarentena

O secretário do Estado dos Transportes do Reino Unido divulgou as listas verde, âmbar e vermelha para viagem. Na lista de maior alerta encontram-se Índia, África do Sul ou Brasil, cujos residentes continuam a estar sujeitos a onze noites de quarentena num hotel pago pelo turista/visitante.

O Reino Unido aprovou esta sexta-feira viagens sem restrições para Portugal, tendo o país sido um dos 12 locais que entrou para a ‘lista verde’ de Terras de Sua Majestade, a partir do próximo dia 17 de maio.

Portugal, Gibraltar e Israel – três dos principais destinos de verão dos britânicos – conquistaram um lugar ao sol por serem países com “baixo risco de infeção” por vírus SARS-CoV-2. Ainda assim, o secretário de Transportes britânico, Grant Shapps, apelidou a lista de “necessariamente cautelosa”.

O Reino Unido tem um sistema de semáforo, no qual os países são classificados com vermelho, âmbar ou verde, dependendo do risco de contágio que representam de importação de novos casos de Covid-19 e variantes do novo coronavírus. Na lista de maior alerta encontram-se Índia, África do Sul ou Brasil, cujos residentes continuam a estar sujeitos a onze noites de quarentena num hotel pago pelo turista/visitante.

Se houve boas notícias para Portugal, Turquia, Maldivas e Nepal passaram a ter à lista vermelha.

Mesmo antes desta decisão ser oficializada, os preços das viagens aéreas entre o Reino Unido e Portugal dispararam. O aumento dos preços indica que a procura de voos por turistas britânicos está a aumentar.

Por exemplo, um voo na British Airways de Londres Heathrown para o Algarve disparou na quinta-feira das 234 libras para as 530 libras a 17 de maio, segundo revela o Evening Standard. No caso da Ryanair, os preços entre Londres Stansted e Lisboa dispararam das 15 libras no dia 16 de maio para as 152 libras a 17 de maio, quando pode acabar as restrições.

Já na Easyjet, um voo entre Luton e Faro custa 234 libras a 17 de maio, descendo para as 73 libras no dia seguinte. No caso da TAP, os voos entre Londres e Lisboa no dia 16 de maio custam 145,70 euros em classe económica. No dia seguinte, 17 de maio, sobem para os 211 euros, apesar de segunda-feira ser tradicionalmente um dia mais barato para viajar. No dia seguinte, os preços descem para os 163,28 euros.

Relacionadas

Britânicos já sonham com o sol português. Preço dos voos dispara com fim das restrições à vista

O Governo britânico anuncia hoje quais os países que deixam de estar sujeito a restrições a partir de 17 de maio, com muitos britânicos a reservar já a sua viagem rumo ao sol de Portugal.
Recomendadas

Covid-19. Presidente da República alerta sobre tempo presente “perigosamente egoísta”

O Presidente da República elogiou este sábado o percurso de meio século de liberdade religiosa em Portugal, mas advertiu que se vive “um tempo perigosamente egoísta” e frisou que as preocupações sociais são inseparáveis de uma democracia justa.

Arraial da IL em Lisboa com parecer desfavorável da DGS para atividades que extravasem comício

A Iniciativa Liberal (IL) promove este sábado um “Arraial Liberal” em Santos, Lisboa, com animação e 20 barraquinhas, mas a autoridade de saúde deu parecer desfavorável a todas as atividades que extravasem o comício político, e recomendou distanciamento.
Comentários