Cabo Verde Interilhas transportou mais de 21 mil passageiros em 10 dias

“Há necessariamente um período inicial de ajuste para afinar todos os aspetos operacionais e um posterior processo de melhoria contínua”, admite a empresa.

A Cabo Verde Interilhas realizou nos primeiros 10 dias da sua entrada em funcionamento, um total de 120 ligações e transportou 21.390 passageiros, dos quais 14.799 na ligação para Santo Antão, conforme dados avançados pela empresa.

Num comunicado enviado à imprensa, a empresa concessionária do transporte marítimo de passageiros, veículos e carga nas ligações entre ilhas fez um balanço positivo dos 10 dias da operação, indicando que houve uma duplicação das ligações comparativamente ao que anteriormente existia.

“Desde que iniciou a sua operação no passado dia 15 de agosto que a oferta de um serviço regular, bem como o cumprimento dos horários de partida dos navios têm sido evidentes”, refere o comunicado que é assinado pelo diretor financeiro da empresa, Aniceto Soares.

A redefinição e otimização de algumas linhas, resultou, segundo a mesma fonte, na criação de novos serviços que anteriormente não existiam, nomeadamente, a ligação directa e regular duas vezes por semana entre as ilhas do Sal e da Boa Vista com São Vicente e com a Praia, e o aumento de mais uma viagem na rota de ligação das ilhas de São Vicente e Santo Antão.

A empresa fala numa “mudança tão profunda e estruturante com a introdução de um conjunto significativo de novas rotas, práticas e metodologias de trabalho que não se esgota nas suas primeiras semanas de actividade”.

“Há necessariamente um período inicial de ajuste para afinar todos os aspetos operacionais e um posterior processo de melhoria contínua”, acrescentou, indica ainda que outras medidas como a separação de passageiros e cargas no transporte entre ilhas estão a ser devidamente cumpridas, permitindo o aumento de segurança e eficiência e a melhoria do cumprimento dos horários de partida dos navios.

No que respeita à gestão e venda dos bilhetes, adiantou que foram abertos nos últimos dois dias novos postos de venda ao público, tanto em São Vicente como na Praia junto aos locais de embarque por forma a permitir a redução do tempo de espera.

Os passageiros também já podem comprar bilhetes online.

A empresa aproveita para esclarecer que todas as situações relativas a problemas com bilhetes ou com embarques, têm sido devidamente resolvidas com os passageiros, sendo que uma aposta forte está a ser feita na qualificação dos marítimos alinhando-os com os padrões e certificações internacionais.

A Cabo Verde Interilhas é detida em 51% pela Transinsular e Transinsular CV, do Grupo Ete, que opera há mais de 30 anos em Cabo Verde desempenhando um “papel importantíssimo” na economia do país. Os outros 49% do capital são detidos pelos armadores nacionais.

Ler mais
Recomendadas

Empresários russos interessados em investir nas pescas em Cabo Verde

“Ficaram de fazer uma visita a Cabo Verde antes do final do ano para recolherem dados mais precisos e assim poderem preparar o seu projecto definitivo”, disse o ministro do Turismo e da Economia Marítima cabo-verdiano.

Presidente promulga com “dúvidas” venda de banco da Caixa em Cabo Verde

A CGD está a vender o Banco Comercial do Atlântico, um dos dois detidos pelo grupo bancário público em Cabo Verde, mantendo a sua participação no banco Interatlântico.

Ilha do Fogo vai acolher 10ª reunião do Conselho de Ministros do Turismo da CPLP

“Cabo Verde tem feito o gesto de abrir cada vez mais a nossa fronteira com a isenção de vistos, mas ainda estamos longe de ter este nível de correspondência dos demais países”, diz o ministro do Turismo cabo-verdiano.
Comentários