Cabo Verde regista menor número de infeções em 35 dias

O arquipélago africano contabilizou mais 28 casos positivos de Covid-19 nas últimas 24 horas.

Fernando de Pina / Lusa

Cabo Verde registou mais 28 novos casos positivos de covid-19, o menor número diário dos últimos 35 dias, e aumentou para 8.423 o total acumulado de infeções desde 19 de março, informaram esta segunda-feira as autoridades de Saúde.

O Ministério da Saúde e da Segurança Social informou em comunicado que foram analisadas 290 amostras nas últimas 24 horas, um número também bastante reduzido do que a média de 524 dos últimos 14 dias anteriores.

Em conferência de imprensa para fazer o ponto de situação da covid-19 em Cabo Verde, o diretor do Serviço de Prevenção e Controlo de Doenças Prioritárias, Jorge Noel Barreto, disse que a maioria das amostras analisadas são referentes a recolhas feitas nos dias 23 e 24 de outubro.

Todos os novos casos foram diagnosticados na ilha de Santiago, distribuídos pelos concelhos da Praia (21), Santa Cruz (2), Ribeira Grande, São Domingos, Santa Catarina, São Miguel e São Lourenço dos Órgãos, com um cada.

Nas últimas 24 horas, a autoridades de saúde cabo-verdiana deram alta a mais 170 pessoas, passando agora a registar um total de 7.455 casos considerados recuperados, representando 88,5% do total de casos notificados.

Com os novos dados, o país passou a contabilizar 8.423 casos positivos acumulados desde 19 de março, mantém 94 óbitos, dois doentes transferidos e tem neste momento 872 casos ativos da doença.

Dos casos ativos, o infecciologista Jorge Barreto explicou que 24 estão internados nos hospitais do país, dos quais dois em estado mais grave no Hospital Agostinho Neto, na Praia, enquanto as outras pessoas estão em isolamento domiciliar.

O porta-voz do Ministério da Saúde disse ainda que foram registados 16 casos suspeitos da doença em todo país.

No habitual encontro com a imprensa, o infecciologista cabo-verdiano afirmou que as autoridades de saúde vão agora “aguardar com cautela” para os próximos dias para verem os feitos da campanha eleitoral para as autárquicas de domingo, que durante 15 dias originaram muita movimentação e aglomerações de pessoas nos diversos concelhos.

Ler mais
Recomendadas

Moody’s mantém rating do banco da CEDEAO em ‘lixo’

O BID tem como acionistas os países da CEDEAO, entre os quais estão os lusófonos Cabo Verde e Guiné-Bissau, para além de outros países da África Ocidental, como a Costa do Marfim, Nigéria ou o Senegal.

Primeiro-ministro de Cabo Verde: “A economia digital é um ativo importante na nossa estratégia”

“Duas startups de Cabo Verde estão na lista das melhores 50 em África. Achamos que estamos bem, mas temos de desenvolver mais e mais esta área”, afirmou Ulisses Correia e Silva, na cimeira tecnológica.

Cabo Verde vai anular dívidas de fornecimento de água e energia

Outra dessas medidas anunciadas será a atribuição do rendimento social de inclusão a mais 18 mil famílias cabo-verdianas, chegando a um total de 29 mil, superior às 25 mil previstas no programa do Governo.
Comentários