Cabo Verde saúda nomeação de Durão Barroso e pede que ninguém fique para trás na vacinação

O primeiro-ministro cabo-verdiano recordou que a nomeação de Durão Barroso acontece num “momento crucial”.

O primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, saudou esta terça-feira a nomeação de Durão Barroso para presidente da Aliança Global para as Vacinas, pedindo que ninguém fique para trás no acesso à futura vacina contra a covid-19.

“É com grande satisfação que recebo a notícia da nomeação de Durão Barroso no cargo de presidente da Aliança Global para as Vacinas”, afirmou o chefe do Governo, sobre a indicação do ex-primeiro-ministro português, que em dezembro passado foi convidado especial de Ulisses Correia e Silva do Encontro Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovação (CVNext), que decorreu na Praia.

Na mensagem divulgada ao final da tarde, o primeiro-ministro cabo-verdiano recordou que a nomeação de Durão Barroso acontece num “momento crucial”: “Em que é preciso garantir o acesso universal e equitativo à vacina contra a covid-19 ansiada por todo o mundo e que não deve deixar ninguém para trás”.

Durão Barroso, atual presidente não executivo do Banco Goldman Sachs International, assumirá em janeiro de 2021 a presidência da Aliança Gavi, cargo que em regra não é remunerado, substituindo a economista e antiga ministra das Finanças da Nigéria Ngozi Okonjo-Iweala, que termina o seu mandato em dezembro.

A Aliança Gavi, anteriormente Aliança Global para as Vacinas e a Imunização, com sede na Suíça, define-se nos seus estatutos como “uma fundação independente sem fins lucrativos” que atua como “uma parceria público-privada internacional inovadora”, reunindo “governos, organismos das Nações Unidas, fabricantes de vacinas, fundações, organizações não governamentais e institutos de pesquisa”.

A sua direção inclui, entre outros, representantes da Organização Mundial de Saúde (OMS), do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento, da Fundação Bill & Melinda Gates.

De acordo com o seu portal na Internet, a dificuldade de acesso a vacinas nos países em desenvolvimento no final da década de 1990 levou a Fundação Bill & Melinda Gates e um grupo de sócios fundadores a criar esta organização.

Cabo Verde regista um acumulado de 5.900 casos de covid-19 desde 19 de março, com 59 óbitos.

Ler mais
Recomendadas

Cabo Verde regista menor número de infeções em 35 dias

O arquipélago africano contabilizou mais 28 casos positivos de Covid-19 nas últimas 24 horas.

Empresário italiano eleito na ilha cabo-verdiana da Boa Vista

Sérgio Corrá, de 59 anos e radicado desde 1997 na ilha cabo-verdiana da Boa Vista, fez história ao ser eleito deputado à assembleia municipal local, liderando a lista do Partido Popular.

Cabo Verde ratifica Acordo de Livre-Comércio Continental Africano

A adesão de Cabo Verde à AfCFTA foi ratificada em fevereiro passado, pelo parlamento cabo-verdiano, e o acordo pretende criar uma zona de comércio livre nos 55 países da União Africana.
Comentários