Cabo Verde terá mais um laboratório de virologia na próxima semana

A Cidade da Praia continua como principal foco de contágio no arquipélago e, de acordo com o ministro cabo-verdiano Arlindo do Rosário, vão ser reforçadas algumas medidas, nomeadamente, o acompanhamento das pessoas que fazem internamento domiciliar.

Universidade de Coimbra
Foto cedida

O ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário, revelou que, a partir da próxima semana, o país passará a contar com mais um laboratório de virologia que será instalado na cidade da Praia.

Arlindo do Rosário fez este anuncio à imprensa, à margem da cerimónia de assinatura do Acordo de Aquisição Conjunta de medicamentos e outros produtos médicos entre os Pequenos Estados Insulares em desenvolvimento da região africana.

Conforme explicou, na próxima semana, mais concretamente na segunda-feira, dia 5 de outubro, o país vai contar com mais um laboratório, numa parceria com a Universidade de Cabo Verde, instalada na capital.

“Em Cabo Verde teremos seis laboratórios e seis meses atrás não tínhamos nenhum, isso mostra um esforço enorme que está sendo realizado”, destacou.

Segundo o governante o país está a realizar mais de três mil testes por semana,  “num esforço económico elevado”, apontando, nesta linha, um valor superior a 100 mil contos.

A Cidade da Praia continua como principal foco de contágio no arquipélago e, de acordo com Arlindo do Rosário, vão ser reforçadas algumas medidas, nomeadamente, o acompanhamento das pessoas que fazem internamento domiciliar, diminuindo assim eventuais casos de incumprimento e alargar a realização de testes.

Entretanto, realçou que esta luta só será vencida com a contribuição de todos, ou seja, a população tem que assumir sua responsabilidade a nível do comportamento.

“É é um trabalho que tem que ser assumido pela população também, mas nós acreditamos que vamos conseguir baixar os níveis de contágio”, frisou.

Ler mais
Recomendadas

Luanda avança com Bolsa de Diamantes de Angola em 2022

Numa abertura que será experimental, a BDA – Bolsa de Diamantes de Angola deverá arrancar no próximo ano, num processo liderado pelas empresas do sector, Sodiam e Endiama, referiu ao Jornal Económico uma fonte do Executivo de Luanda, explicando que o ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, admitiu que a BDA pode vir a cooperar na comercialização de diamantes angolanos com o Antwerp World Diamond Center.

Covid-19: Angola com mais 263 casos e três mortes nas últimas 24 horas

Com os dados hoje divulgados, o país acumula 28.740 infeções por covid-19 desde o início da pandemia, 633 óbitos e 24.717 recuperados.

Cabo Verde regista mais um óbito e 367 infetados em 24 horas

Cabo Verde registou mais 367 novos infetados pelo novo coronavírus e um óbito em São Vicente nas últimas 24 horas, chegando às 230 mortes associados à doença.
Comentários