Cabo Verde vai apresentar Plano Estratégico para Economia Azul ainda esta semana

A “Ocean Week” decorre no Mindelo até sexta-feira conta com a participação de mais de dez países diferentes, entre os quais Portugal.

O ministro da Economia Marítima de Cabo Verde, José da Silva Gonçalves, disse esta quarta-feira à imprensa que o Plano Estratégico de Investimento para a Economia Azul vai ser apresentado no quadro da “Ocean Week”, que decorre no Mindelo.

José da Silva Gonçalves explicou que o Plano Estratégico de Investimento para a Economia Azul tem o financiamento do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) que, juntamente com o Banco Mundial, está a colaborar com Cabo Verde e em aspetos inovadores.

Tal plano, indicou o governante, vai mostrar “precisamente” qual é o caminho que Cabo Verde deve seguir na área da Economia Azul.

Questionado pela imprensa sobre o que é que o governo cabo-verdiano pondera fazer para debelar a questão de inexistência de dados compilados sobre o sector para que através deles se possa tomar decisões, o ministro explicou que o executivo recentrou o Instituto Nacional de Desenvolvimento das Pescas (INDP) para o Instituto do Mar (IMAR) que terá um papel central no desenvolvimento de uma base de dados neste sentido.

Segundo José da Silva Gonçalves, o IMAR terá mais duas vertentes que não existiam antes. Uma é oceanografia que trará dados e informações sobre a investigação oceanográfica e a outra é a vertente da aquacultura, revelou o ministro.

Sobre o tema “Economia Azul Perspetivas e Desenvolvimento” apresentado ontem, no qual foi exposta uma conferência sobre a experiência das Seychelles, José da Silva Gonçalves, defendeu que se tratou de uma oportunidade para ver as “abrangências e potencialidades da economia azul desse país que Cabo Verde pode tirar partido.

A segunda edição do Cabo Verde Ocean Week decorre no Mindelo até esta sexta-feira (29 de novembro) e conta com a participação de mais de dez países diferentes. Entres os quais destacam-se Portugal, China, Seychelles, Moçambique, Irlanda, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Alemanha e Cabo Verde como anfitrião.

Ler mais
Recomendadas

Covid-19: Cabo Verde confirma 17.ª morte e mais 31 novos casos

As autoridades de saúde cabo-verdianas confirmaram hoje a 17.º vítima mortal associada à covid-19 no arquipélago, além de mais 31 novos infetados nas últimas 24 horas

Primeiro-ministro de Cabo Verde diz que desenvolvimento sustentável é “dos maiores desafios” do país

“É confiarmos nas nossas capacidades, nos cabo-verdianos e naquilo que podemos fazer, particularmente para superar esse período”, referiu Ulisses Correia e Silva, no âmbito das comemorações do 45º aniversário da independência de Cabo Verde.

Assista aqui à comemoração do 45º aniversário da independência de Cabo Verde

A Embaixada de Cabo Verde em Portugal e o Centro Cultural de Cabo Verde organizaram um programa num formato exclusivamente digital, que começou ontem e se prolonga até este domingo.
Comentários