Cabo Verde vence prémio em concurso internacional de robótica

Cabo Verde venceu o prémio de segurança na segunda edição do Concurso Internacional de Robótica, denominado “First Global Challenge” (FGC), que decorreu entre os dias 16 e 18 de Agosto, na Cidade do México.

Três alunos da Escola Industrial e Comercial do Mindelo (São Vicente), e uma coordenadora, representaram Cabo Verde neste evento que convida uma equipa de todas as nações para participar de um evento robótico internacional.

A coordenadora da equipa cabo-verdiana, Deborah Vera-Cruz, disse, citado pela Inforpress, que Cabo Verde recebeu esse prémio porque o robot montado pelos alunos cumpriu todos os requisitos de segurança definidos pela organização.

“É um grande feito para nós porque só tivemos uma semana para o montara o robot, enquanto os outros países tiveram vários meses para faze-lo”, disse Deborah Vera-Cruz, lamentando o atraso da chegada dos kits a Cabo Verde bem como em conseguir o financiamento.

Em relação à classificação, informou que Cabo Verde ficou no 105º lugar, num conjunto de mais de 180 países, que, segundo a coordenadora da equipa cabo-verdiana, têm melhores condições técnicas para particular neste tipo de campeonato.

Por isso, considerou que esta classificação foi “boa” para Cabo Verde e que serve como incentivo para que no próximo ano possam ser criados melhores condições para se conseguir uma melhor classificação.

Em relação ao tema deste ano, que foi “Impacto energético”, esclareceu que o robot construído tinha como objectivo cumprir certas tarefas ou procedimentos para consciencializar as pessoas no uso racional de energias.

Estabelecida como uma instituição de caridade pública sem fins lucrativos, com sede nos EUA, a First Global convida uma equipe de todas as nações para participar de um evento robótico internacional, como forma de construir pontes entre estudantes do ensino médio com diferentes origens, idiomas, religiões e costumes.

Ler mais
Recomendadas

Banco Africano aprofunda previsão de recessão para até 3,4% este ano

O banco estima agora uma recessão de 1,7% até 3,4%, dependendo do cenário médio ou mais gravoso, e uma recuperação de entre 2,4% a 3% no próximo ano.

Empresário Alex Saab regressa a cadeia no Sal por razões de segurança

Alex Saab, detido em Cabo Verde a pedido dos Estados Unidos, que o consideram testa-de-ferro do Nicolás Maduro, foi transferido para a prisão na ilha do Sal, alegando o tribunal razões de segurança.

Pandemia corta 4 milhões de euros aos órgãos de soberania em Cabo Verde

Os cortes previstos na proposta de Orçamento Retificativo afetam a Assembleia Nacional, o gabinete do primeiro-ministro e a Presidência da República, ao nível de dotações provisionais relativas a pessoal, “suspendendo os concursos de recrutamento não efetivados, bem como horas extras”, mas também nos gastos com combustíveis e outras despesas “de caráter não obrigatório”.
Comentários