Câmara do Funchal inicia corte de árvores após queda de galho de grandes dimensões

“O facto de isto acontecer obviamente não nos deixa garantias de que não possa vir a se repetir”, salientou Miguel Silva Gouveia, afirmando que “é necessário uma intervenção imediata”.

A Câmara Municipal do Funchal deu início a uma intervenção no Largo da Fonte, no Monte, que contempla o corte de árvores, após a queda de um galho de grandes dimensões, que acabou por ferir uma senhora, enquanto esta tentava desviar-se do galho.

De recordar que a 15 de agosto de 2017, no decorrer da Festa da Senhora do Monte, caiu um carvalho, provocando 13 mortes e dezenas de feridos.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, após uma reunião com a Proteção Civil Municipal, os Bombeiros Sapadores do Funchal, a Divisão de Jardins e Espaços Verdes Urbanos e o Departamento de Infraestruturas e Equipamentos, comunicou que a Câmara iniciou um processo de averiguação interno “para perceber o que é que falhou”.

“As árvores do Largo da Fonte são aquelas que na cidade do Funchal têm sido mais supervisionadas”, quer por técnicos da Câmara, como também por empresas especializadas internacionais, indicou o autarca.

“Neste momento, depois de todas aquelas árvores terem  sido analisadas,  todo aquele espaço e o terreno ter sido estudado, o que aconteceu ontem não pode acontecer”, vincou.

Nesse sentido, Miguel Silva Gouveia destacou que entre o património arbóreo e a segurança das pessoas e bens, vai colocar em primeiro lugar a segurança, justificando a decisão de corte de árvores daquele espaço.

“O facto de isto acontecer obviamente não nos deixa garantias de que não possa vir a se repetir”, salientou, afirmando que “é necessário uma intervenção imediata”.

“Pese as análises fitossanitárias indicarem segurança, não temos garantias de que situações idênticas não se possam vir a repetir, pelo que nos importa agora promover, numa perspetiva de Proteção Civil, a segurança total do Largo da Fonte e é isso que já estamos a fazer”, reforçou.

O Presidente disse ainda que “a intervenção de corte de árvores irá até onde for necessário, mas a Câmara Municipal do Funchal também estará cá para voltar a replantar novas espécies naquele espaço icónico da nossa cidade, planeando e repensando estrategicamente os locais de plantação, para que situações como esta não se repitam no futuro”.

Miguel Silva Gouveia deixou em nome da Câmara, votos de rápidas melhoras à senhora que sofreu algumas escoriações quando se afastava  do local da ocorrência, acrescentando que, segundo a informação disponível, esta se encontra bem e a recuperar da queda sofrida.

Recomendadas

Madeira tem mais 14 casos positivos e dez recuperados de Covid-19

Dos novos casos positivos há um caso importado e com proveniência do Reino Unido, e 13 foram de transmissão local.

Hoje é o Dia Mundial do Turismo. Desenvolvimento sustentável do sector é objetivo em 2021

Para o consumidor a comemoração deste Dia é, também, importante. Todo o cidadão tem direito ao descanso e lazer. Gozar relaxada e seguramente as férias ou o tempo de lazer é o desejo de todos os consumidores que, nesse sentido, devem zelar pelo cumprimento dos seus direitos.

Madeira: Rita Andrade volta ao Executivo regional para assumir pasta da Inclusão Social e Cidadania

Rita Andrade tinha deixado o Executivo regional depois das últimas eleições regionais e estava neste momento a presidir o Instituto de Administração da Saúde.
Comentários