PremiumCarteira da Mota-Engil dispara para sete a oito mil milhões de euros

Nos últimos doze meses, a construtora nacional garantiu grandes contratos no valor conjunto de quase quatro mil milhões. Já este mês, a cereja no topo do bolo veio da Nigéria, no montante de 1.500 milhões.

A carteira de encomendas da construtora portuguesa Mota-Engil reforçou-se de forma acelerada nos últimos meses. No final do primeiro semestre do ano passado, tinha superado a barreira histórica dos cinco mil milhões de euros e o mesmo aconteceu já no final de 2020, ao passar o patamar dos seis milhões de euros. No entanto, esse valor, já deverá ter sido largamente superado neste primeiro mês de 2021, com dois contratos em África, no Gana e na Nigéria, no valor conjunto de 1.957,5 milhões de euros, o que deverá ter catapultado a carteira de encomendas da Mota-Engil para mais de sete mil milhões de euros, talvez mesmo na casa dos oito mil milhões. Não existem valores públicos atualizados porque ainda subsistem dúvidas sobre o método de consolidação destes contratos nas contas da construtora portuguesa, segundo apurou o Jornal Económico.

Nos últimos doze meses, a Mota-Engil angariou grandes contratos, com valor superior a 100 milhões de euros cada, no valor global de quase 3,9 mil milhões de euros.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

AICCOPN diz que modificação do Código dos Contratos Públicos “passou ao lado dos grandes problemas”

A associação presidida por Reis Campos critica o “cálculo irrealista dos preços base; a falta de critérios obrigatórios e uniformes para identificação de propostas de preço anormalmente baixo; a diferenciação dos regimes de liberação das cauções consoante as obras sejam localizadas no Continente ou nas Regiões Autónomas, ou a interoperabilidade das plataformas eletrónicas”.

Atividade na construção em Portugal permaneceu estável nos dois primeiros meses do ano

No segmento de engenharia civil, nos primeiros dois meses de 2021, o mercado de empreitadas de obras públicas permaneceu positivo. Ao nível das promoções de concursos de empreitadas de obras públicas o montante totalizou 543 milhões de euros, o que traduz um aumento de 2% face a igual período do ano passado.

Socicorreia anuncia investimentos de 90 milhões de euros até final do ano

O Funchal vai receber investimento de 35 milhões de euros em 2021. Aqui estão incluídos o início do “Varino 05” e “Varino 07”, e o “Dubai na Madeira”.
Comentários