PremiumCDS-PP quer baixar IRS, IRC e IVA

Um regime de baixa fiscalidade é uma das apostas dos centristas para a economia madeirense.

Um regime de baixa fiscalidade é uma das apostas dos centristas para a economia madeirense.

No programa centrista está prevista uma redução em 30% das taxas do IRS das famílias de menores rendimentos e da classe média, uma descida do IRC de 17% para 12% nos lucros até 15 mil euros e ainda taxas reduzidas para a Costa Norte e para o Porto Santo , e uma “baixa progressiva” do IVA de modo a que no fim da legislatura se alcance taxas de 4% no primeiro escalão, 9% no segundo e 18% no terceiro.

Os centristas calculam que esta redução de impostos tenha impacto de 30 milhões de euros no IRS, e que a descida do IRC dos 20% para os 17% tenha “efeito residual ou nulo” porque “permitiria aumentar” o investimento e a base tributável.

Já a descida no IVA, no entender do CDS-PP teria perda seria mínima.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 6 de setembro.

Recomendadas

PremiumPTP quer regionalizar Zona Franca

O PTP antes de propor medidas sublinha a “dívida gigantesca, herança do jardinismo”, que obriga a que saiam 600 milhões de euros do orçamento regional.

PremiumCDU defende regime fiscal próprio

Entre as medidas que a CDU defende está um regime fiscal próprio para a Região, com a particularidade de criar um imposto para os detentores de patrimónios e carros de luxo.

PremiumVilamoura quer ‘dar cartas’ como destino mundial de póquer

Após anos de incerteza, o Algarve está de novo no radar das grandes organizações de torneios internacionais de póquer.
Comentários