Centeno ataca “4.750 milhões de euros no éter das contas por explicar” do PSD

Esmiuçando as contas dos adversários, Centeno considera que do lado da receita “faltam 3.900 milhões de euros por explicar no cenário do PSD” e que existe um “subfinanciamento em 2.750 milhões de euros” na despesa prevista.

Flickr/MATT WRITTLE

Mário Centeno entrou no duelo das contas e criticou as propostas de Rui Rio e de Miranda Sarmento para as finanças públicas. Numa ação de campanha, em formato de conferência de imprensa, o ministro das Finanças considerou que o cenário macroeconómico que serve de base ao programa dos sociais-democratas se irá traduzir num “regresso aos retificativos” e aos “défices excessivos”.

“Isto é o regresso aos retificativos, porque este cenário tem que ser retificado. Aos défices excessivos porque a economia perante a incerteza destes cenários vai entrar em dificuldades. Temos pelo menos 4.750 milhões de euros no éter destas contas que é necessário explicar. Isto só tem uma consequência: a instabilidade das políticas económicas”, disse Mário Centeno sobre o programa do PSD.

Esmiuçando as contas dos adversários, Centeno sublinhou que, no lado da receita, “faltam 3.900 milhões de euros por explicar no cenário do PSD”.

“Ou seja, a receita é superior em 3.900 milhões de euros. Mesmo que consideremos o crescimento do PIB, que é irrealista, mas se considerarmos que se vai realizar, a receita total que é prevista no programa do PSD está sobrevalorizada em dois mil milhões de euros. Apenas pelo efeito da reação dos impostos, são previstos mais dois mil milhões de euros do que aquilo que a economia portuguesa tem gerado de receita para um determinado crescimento do PIB”, acrescentou.

Na ótica de Centeno, o problema reside ainda num “subfinanciamento em 2.750 milhões de euros” na despesa prevista no programa.

“Se alocarmos os 25% para a redução dos impostos, 25% para o aumento do investimento e aquilo que é necessário alocar para que o saldo orçamental vá desde um défice em 2019 a um superavit em 2023 faltam 2.750 milhões de euros de despesa para justificar”, disse.

Para Centeno, “o PSD faz muitas promessas no investimento nos serviços públicos, na função publica, o aumento das prestações sociais”, no entanto, “estas promessas não casam com a evolução da despesa no cenário do PSD”.

Ler mais

Relacionadas

Ministro das Finanças recusa debate entre ‘Centenos’

Mário Centeno salientou que “contas certas e números é coisa que não tem faltado neste debate”. “As contas que cada um apresentou, cada um tem de as defender. As minhas são muito claras e felizmente certas”, acrescentou.

Rui Rio diz que já lutava pelo rigor nas finanças antes de Centeno “nascer para a política”

O presidente do PSD, Rui Rio, acusou esta quarta-feira o ministro das Finanças de “descaramento ou desconhecimento”, dizendo que ainda Mário Centeno “não tinha nascido para a política” e já ele lutava pelo rigor nas finanças públicas.

Eleições: Rui Rio desafia Centeno a aceitar debater contas com Joaquim Sarmento

O presidente do Partido Social Democrata, Rui Rio, desafiou esta terça-feira o ministro das Finanças, Mário Centeno, a aceitar debater com o seu porta-voz para as Finanças, Joaquim Sarmento, as contas e modelos económicos dos dois partidos.
Recomendadas

Moody’s atribui ‘rating’ B2 com ‘outlook’ estável à TAP e ao empréstimo obrigacionista

Depois da Standard & Poor’s, é a vez da Moody’s iniciar a análise de ‘rating’ da companhia aérea nacional.

Preços dos passes da Área Metropolitana do Porto devem manter-se em 2020

A Área Metropolitana do Porto (AMP) revelou esta terça-feira que pretende manter inalterados os preços das assinaturas mensais Andante, em 2020, apesar da Taxa de Atualização Tarifária (TAT) de 0,38%.

Contratos públicos representaram 6,8 mil milhões de euros em 2018

Este estudo incide sobre todos os contratos públicos celebrados em 2018 publicitados no Portal Base até 30 de junho de 2019; não inclui compras públicas que não sejam registadas neste portal, nem os contratos que tenham sido publicados depois dessa data.
Comentários