Centeno: “Portugal nunca esteve tão bem preparado para uma crise como hoje”

A garantia foi dada por Mário Centeno no dia em foi confirmado que Portugal atingiu pela primeira vez um saldo orçamental positivo em democracia. Há 47 anos, desde 1973, que o país não atingia um excedente orçamental: de 0,2% do PIB em 2019.

Cristina Bernardo

O ministro das Finanças considera que Portugal está preparado para aguentar o tsunami económico devido à crise do coronavírus.

A garantia foi dada por Mário Centeno no dia em foi confirmado que Portugal atingiu pela primeira vez um saldo orçamental positivo em democracia. Há 47 anos, desde 1973, que o país não atingi um excedente orçamental: de 0,2% do PIB em 2019.

“A economia portuguesa, à semelhança da esmagadora maioria das economias mundiais, está neste momento a ser alvo de um choque externo com consequências graves na vida social e economia dos portugueses”, começou por dizer o ministro esta quarta-feira.

“Este surto pandémico não só está a ter um impacto humano e social devastador, como está a paralisar partes criticas do sistema económico, de duração indeterminada”, acrescentou.

“Neste contexto de grande indefinição, temos duas certezas: tudo faremos para restaurar a confiança e regressar à normalidade. Outra certeza, é que o país nunca esteve tão bem preparado para uma crise desta natureza, como hoje. Essa é uma nota de confiança que quero hoje partilhar com todo os portugueses”, declarou Mário Centeno.

 

Pela primeira vez em democracia, Portugal teve excedente orçamental de 0,2% em 2019

 

Ler mais

Relacionadas

Pela primeira vez em democracia, Portugal teve excedente orçamental de 0,2% em 2019

Centeno fecha 2019 com um excedente orçamental e supera as projeções inscritas pelo Governo no Orçamento do Estado para 2020, que apontava para um défice de 0,1% do PIB.

Dívida pública caiu para 117,7% do PIB no ano passado, de 122% em 2018

O INE adiantou que prevê que o rácio deverá descer para 114,9% do PIB este ano, o que compara com os 116,2% inscritos no Orçamento do Estado para 2020. A informação foi divulgada na primeira notificação do Procedimento dos Défices Excessivos.
Recomendadas

GOP: CES considera grave falta de abordagem integrada da Segurança Social

No parecer às Grandes Opções do Plano, o CES salientou a importância de políticas adequadas, com vista a promover o emprego e a coesão social, com as devidas políticas nacionais articuladas com os instrumentos comunitários disponíveis.

Mar 2020 com 50% de execução até março

O programa Mar 2020 atingiu 50% de execução no final de março, contando com mais de 5.574 projetos aprovados, com 695,7 milhões de euros de investimento, foi hoje anunciado.

Costa insiste na urgência de fechar ratificações nacionais do fundo de recuperação

O primeiro-ministro saudou hoje a ratificação pela Eslováquia da decisão relativa aos recursos próprios da União Europeia e insistiu que é urgente concluir os procedimentos nacionais para se colocar em marcha o fundo de recuperação e resiliência.
Comentários