Centro de Recuperaçção de Aves da Madeira avança até ao final do ano

Por ano, são recolhidas na Região cerca de 120 aves feridas ou desorientadas pelas luzes. A tutela ambiental diz que a conservação da Natureza é uma prioridade do Governo Regional.

Foto DR

O Executivo madeirense vai instalar até ao final deste ano um Centro de Recuperação de Aves da Madeira no Jardim Botânico, no Funchal.

O projeto está em fase de elaboração e direcciona-se para a conservação de aves, em especial de dez espécies protegidas da Madeira. Entre elas, a freira da Madeira, o bugio, o calcamar e a alma-negra.

A Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais iniciou, ontem, um workshop no âmbito do projeto comunitário LUMINAVES, destinado à conservação de aves marinhas.

A formação visa dar competências na área da recuperação de fauna selvagem – aves marinhas e de rapina -, com o objetivo de melhorar o tratamento das espécies e aumentar a eficácia da sua recuperação.

Na formação orientada por dois dos maiores especialistas nacionais na recuperação de fauna selvagem, Ricardo Brandão e a enfermeira veterinária Daniela Costa, participam 63 pessoas diretamente ligadas à recolha, tratamento e recuperação de aves feridas.

Por ano, na Madeira são recolhidas cerca de 120 aves feridas ou desorientadas pelas luzes. A tutela ambiental diz que a conservação da Natureza é uma prioridade do Governo Regional.

“É imperioso dotar tecnicamente a Região de quadros capazes de responder eficazmente nas situações em que a vida das aves marinhas se encontre ameaçada”, afirma Susana Prada, diretora regional do Ambiente.

Ler mais
Recomendadas

Dicas para reduzir utilização da água

Existem gestos simples que pode adotar na sua casa ou no seu local de trabalho de forma a reduzir a quantidade de água desperdiçada.

JP Madeira pede adaptação urgente de legislação nacional sobre proteção civil

A Juventude Popular da Madeira diz que é preciso “clarificar as funções que cada instituição tem nas diferentes áreas de actuação” o que permitiria assegurar “uma resposta mais eficaz de todas estas instituições”, bem como “definir divisões equilibradas das receitas provenientes dos actos de natureza repressiva”.

Investigador da UMa integra estudo europeu sobre agricultura sustentável

O estudo avaliou a importância das Estruturas de Foco Ecológico (EFA) na Agricultura Sustentável e na Conservação dos Polinizadores.
Comentários