PremiumCEO da Transavia: “Portugal é o nosso primeiro mercado”

Nathalie Stubler diz que as medidas tomadas no nosso país facilitaram a reabertura das operações.

Numa curta entrevista ao Jornal Económico, Nathalie Stubler, CEO da Transavia, explica porque é que a companhia aérea tem o mercado nacional como primeira escolha das suas operações, nesta fase de retoma após o primeiro impacto da pandemia. E detalha as rotas disponíveis entre Portugal, França e Holanda.

Qual a oferta que a Transavia tem prevista para o mercado português neste período de retoma das operações?
Vamos disponibilizar nos meses de julho e agosto cerca de 500 mil lugares nos nossos voos de e para Portugal, para os três aeroportos portugueses em que operamos, Lisboa, Porto e Faro. Este valor representa cerca de 80% da oferta da operação programada que a Transavia oferecia de e para Portugal no período anterior à pandemia.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Assista agora à JE editors Talks: Energia Solar

Assista agora e conheça o potencial português na área da energia solar e saiba que importância esta terá no futuro do fornecimento de energia nacional.

Lucros do Grupo Crédito Agrícola caem 33% no primeiro semestre para 50 milhões de euros

As imparidades constituídas de 391 milhões de euros penalizaram o resultado líquido consolidado do Crédito Agrícola no primeiro semestre de 2020.

Regulador aprova alteração de marca da EDP Distribuição para E-REDES

Em comunicado, o regulador refere que a alteração da imagem e denominação da gestora das redes de distribuição de energia “será implementada de forma gradual, por forma a assegurar a neutralidade de custos para os consumidores de eletricidade”.
Comentários