Cerberus oferece 1 euro para comprar subsidiária francesa do HSBC

A Cerberus e outro investidor estão interessados no HSBC França mas querem que a casa-mãe capitalize em mais de 500 milhões de euros a subsidiária francesa.

A empresa de private equity Cerberus e outro investidor ofereceram um euro para comprar a subsidiária francesa de retalho do gigante HSBC, mas impuseram uma condição: que a casa-mãe injete mais de 500 milhões de euros no HSBC França.

O HSBC França sofreu prejuízos, antes de impostos, de 255 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano nos negócios de private banking e gestão de fortunas.

Segundo a “Reuters“, a oferta surge na sequência do plano estratégico de corte de custos delineado por Noel Quinn, CEO do HSBC, que pretende vender 270 agências de retalho em França.

Em cima da mesa estão, neste momento, apenas as ofertas da Cerberus e de outro investidor. Os bancos franceses, que estudaram o dossiê, afastaram-se do processo.

Recomendadas

BCP quer preservar capital e crescer organicamente mas estudará aquisições

“O que me preocupa é a rentabilidade do sistema financeiro português e os custos de contexto, porque numa eventualidade de a banca precisar de capital, com rentabilidades muito baixas é muito mais difícil obter capital no mercado”, referiu o presidente do BCP.

BCP deu 125 mil moratórias num montante total de 8,9 mil milhões

Pelo banco foram concedidas 101.114 mil operações a particulares no valor de 4,2 mil milhões de euros. Deste montante, 91% diz respeito a crédito à habitação. Em relação às empresas, o banco deu 23.909 mil moratórias no valor de 4,7 mil milhões de euros, do qual 88% corresponde a crédito performing.
Miguel Maya

BCP regista menos valias com vendas de imóveis de 3 milhões nos nove meses

O banco vendeu nos nove meses 1.500 imóveis, dos quais 500 no trimestre. O BCP encaixou 172 milhões de euros em imóveis, com menos valia de 3 milhões face ao valor líquido de imparidades.
Comentários