Cesária Évora homenageada em Cabo Verde na segunda-feira

A Associação Cesária Évora organiza em São Vicente um espetáculo, que designou de “Roda de Mornas”, para assinalar o sétimo aniversário do falecimento da cantora, a 17 de dezembro de 2011.

A Associação Cesária Évora promove na próxima segunda-feira, 17 de dezembro, em São Vicente, um espetáculo, que designou de “Roda de Mornas”, para assinalar o sétimo aniversário do falecimento da cantora, a 17 de dezembro de 2011.

Esta é uma iniciativa, segundo a vice-presidente da Associação Cesária Évora, Jacqueline Sena Silva, que se vem juntar à tradicional serenata que anualmente, pela mesma data, homenageia a cantora, numa iniciativa do Núcleo Museológico Cesária Évora e participação espontânea dos músicos locais.

Segundo Jacqueline Sena Silva, o espetáculo vai decorrer na rua em frente ao Núcleo Museológico Cesária Évora, no Lombo, e deve principiar às 20:30, logo após a tradicional serenata que, por sua vez, tem concentração marcada para as 18:00 do mesmo dia, na Praça Dom Luís.

A mesma fonte indicou que para o espetáculo Roda de Mornas estão confirmadas as presenças de Hernâny Almeida e banda suporte, que acompanhará um leque de artistas, entre eles Dudu Araújo, Zizi Vaz, Constanino Cardoso, Chico Serra e Nilza Chalino.

“Mas a organização está aberta a outras participações já que se trata de uma iniciativa sem apoios financeiros, mas que conta com a boa vontade e o amor que todos dedicam à pessoa que foi Cesária Évora”, considerou a vice-presidente da associação que leva o nome da artista.

Os apoios para concretizar a iniciativa, avançou, chegaram da Câmara Municipal de São Vicente, da Aliance Française do Mindelo e da empresa Faísca Luminotecnia.

Cesária Joana Évora nasceu na cidade do Mindelo a 27 de agosto de 1941, também conhecida por Diva dos Pés Descalços, foi a cantora cabo-verdiana de maior reconhecimento internacional.

A cantora, que faleceu no dia 17 de dezembro de 2011, no Hospital Baptista de Sousa, percorreu mundo a divulgar o nome Cabo Verde e sua cultura musical, mas só gravou o primeiro disco aos 47 anos, depois de mais de 20 a cantar pelos bares do Mindelo.

E foi em Lisboa que a vida de Cesária Évora mudou, graças ao Bana, que a levou para Portugal e, sobretudo, a José da Silva, Djô, cabo-verdiano radicado em França, que a conduziu para Paris e fez dela a estrela reconhecida mundialmente.

“La Diva Aux Pieds Nus” foi o primeiro álbum, gravado em Paris, em 1988, e destinado ao sucesso entre a comunidade cabo-verdiana em França.

Com “Miss Perfumado” nasceu a lenda da Diva dos Pés Descalços, que logo cruzou toda a Europa, de Bruxelas a Lisboa, e se deu a conhecer ao Japão, ao Brasil (acompanhada em palco por Caetano Veloso) e a toda a África.

Em 1995, o sucessor de “Miss Perfumado”, o álbum “Cesária”, levou a nova Diva aos Estados Unidos, onde foi nomeada para o seu primeiro Grammy e, em Nova Iorque, actuou frente a Madonna, David Byrne, Brandford Marsalis e toda a cena social nova-iorquina.

Nesse mesmo ano, o compositor jugoslavo Goran Brejovic convidou Cesária para cantar “Ausência” na banda-sonora do filme “Underground”, de Emir Kusturica.

Em 2004 conquistou um prémio Grammy de melhor álbum de world music contemporânea e, em 2007, o presidente francês Jacques Chirac distinguiu-a com a medalha da Legião de Honra de França.

Ler mais
Recomendadas

Cerimónia fúnebre de Dom Paulino Évora reúne centenas de pessoas na Praia

A ilha de Santiago disse adeus ao primeiro bispo de Cabo Verde. Dom Paulino Évora foi ordenado sacerdote em Portugal em 1962.

Jogos Africanos de Praia fazem de Cabo Verde destino desportivo

“Esta aposta vale a pena porque está dentro da estratégia de tornar Cabo Verde num país relevante no mundo de organizações de eventos desportivos”, disse o ministro do Desporto cabo-verdiano.

Empresas privadas com “expectativas enormes” sobre fórum de investimento em Cabo Verde

O Cabo Verde Investment Forum está agendado para os próximos dias 1, 2 e 3 de julho. “A questão do financiamento continua a ser um dos grandes desafios para o sector privado nacional”, disse o secretário-geral da Câmara de Comércio de Sotavento.
Comentários