CGD e EPAL fecham acordo e promovem consumo de água da torneira

O objetivo desta parceria é um de substituir gradualmente as garrafas de plástico e introduzir a água da torneira nos espaços públicos, nomeadamente nas salas de reuniões e eventos. A Caixa tem vindo a implementar novas medidas para reduzir a sua pegada ecológica.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) celebrou uma parceria com a EPAL – Empresa Portuguesa das Águas Livres com o intuito de promover e incentivar o consumo de água da torneira e eliminar a utilização de garrafas de plástico junto dos seus colaboradores e clientes, informa o comunicado enviado às redações, esta terça feira.

O objetivo desta parceria é um de substituir gradualmente as garrafas de plástico e introduzir a água da torneira nos espaços públicos, nomeadamente nas salas de reuniões e eventos.

Segundo o comunicado, a Caixa tem vindo, desde 2006, a reduzir a sua pegada ecológica, promovendo uma resposta ativa aos desafios da sociedade e minimizando os impactes ambientais diretos e indiretos da sua atividade, com particular intervenção nas áreas: energia, emissões, resíduos, racionalização do consumo de recursos, entre outros.

Em 2014, a Caixa iniciou um processo de descontinuidade da utilização de copos de plástico, tendo distribuído copos de cerâmica a cada colaborador e mantendo apenas, por questões sanitárias, copos de plástico para espaços de atendimento ao público. No total, foram distribuídos 13 mil copos de cerâmica.

Para além disso, implementou medidas nos seus espaços para incentivar o consumo de água da torneira, substituindo os garrafões de plásticos (nos dispensadores de água) por dispositivos de abastecimento de água ligados à rede pública.

Relacionadas

Portugal marca presença na cimeira da ONU sobre o clima

A cimeira, que se irá realizar na cidade polaca de Katowice, inclui um painel em que será apresentada a ‘Declaração de Katovice sobre Eletromobilidade’, que contará com a moderação do governante português.

Ministro do Ambiente explica Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050

A redução de emissões de gases com efeito de estufa entre 85% e 99% em relação a 2005 é uma das metas previstas para Portugal.

COP24: Líderes políticos juntam-se para entregar resultados do acordo climático à ONU

Líderes políticos começaram esta segunda-feira a chegar à cidade de Katowice, na Polónica onde durante duas semanas vão discutir os resultados do Acordo de Paris de 2015 sobre as mudanças climáticas, e alertar sobre a falta de ação.
Recomendadas

Relatórios, apelos de urgência e protestos. Os momentos que estão a marcar o COP24

A Cimeira do Clima termina hoje. Depois de duas semanas a discutir medidas de prevenção contra o aquecimento global, avaliar progressos e alertar os representantes para fazer melhor, o COP24 chega ao fim. Estes foram os momentos chave da cimeira.

Falhar o combate contra o aquecimento global “não seria apenas imoral, seria suicida”, diz António Guterres

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) alertou os representantes presentes na cimeira do ambiente que se não aumentarem os esforços em relação às alterações climática, os resultados serão “não apenas imorais, mas suicidas” para o planeta.

Espaço marítimo português vai ter plano de ordenamento atualizado

Esta nova versão do plano resultado de um acordo difícil entre o Ministério do Mar, APA – Agência Portuguesa do Ambiente e ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e Florestas.
Comentários