CGD e EPAL fecham acordo e promovem consumo de água da torneira

O objetivo desta parceria é um de substituir gradualmente as garrafas de plástico e introduzir a água da torneira nos espaços públicos, nomeadamente nas salas de reuniões e eventos. A Caixa tem vindo a implementar novas medidas para reduzir a sua pegada ecológica.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) celebrou uma parceria com a EPAL – Empresa Portuguesa das Águas Livres com o intuito de promover e incentivar o consumo de água da torneira e eliminar a utilização de garrafas de plástico junto dos seus colaboradores e clientes, informa o comunicado enviado às redações, esta terça feira.

O objetivo desta parceria é um de substituir gradualmente as garrafas de plástico e introduzir a água da torneira nos espaços públicos, nomeadamente nas salas de reuniões e eventos.

Segundo o comunicado, a Caixa tem vindo, desde 2006, a reduzir a sua pegada ecológica, promovendo uma resposta ativa aos desafios da sociedade e minimizando os impactes ambientais diretos e indiretos da sua atividade, com particular intervenção nas áreas: energia, emissões, resíduos, racionalização do consumo de recursos, entre outros.

Em 2014, a Caixa iniciou um processo de descontinuidade da utilização de copos de plástico, tendo distribuído copos de cerâmica a cada colaborador e mantendo apenas, por questões sanitárias, copos de plástico para espaços de atendimento ao público. No total, foram distribuídos 13 mil copos de cerâmica.

Para além disso, implementou medidas nos seus espaços para incentivar o consumo de água da torneira, substituindo os garrafões de plásticos (nos dispensadores de água) por dispositivos de abastecimento de água ligados à rede pública.

Relacionadas

Portugal marca presença na cimeira da ONU sobre o clima

A cimeira, que se irá realizar na cidade polaca de Katowice, inclui um painel em que será apresentada a ‘Declaração de Katovice sobre Eletromobilidade’, que contará com a moderação do governante português.

Ministro do Ambiente explica Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050

A redução de emissões de gases com efeito de estufa entre 85% e 99% em relação a 2005 é uma das metas previstas para Portugal.

COP24: Líderes políticos juntam-se para entregar resultados do acordo climático à ONU

Líderes políticos começaram esta segunda-feira a chegar à cidade de Katowice, na Polónica onde durante duas semanas vão discutir os resultados do Acordo de Paris de 2015 sobre as mudanças climáticas, e alertar sobre a falta de ação.
Recomendadas

Compra pela Amazon? Vêm aí entregas mais ecológicas

”Shipment Zero” é o nome da iniciativa que inclui implementação de energias renováveis, entrega de encomendas em veículos elétricos e a disponibilização da pegada de carbono da empresa no final do ano.

Ministros europeus dos Negócios Estrangeiros reúnem-se para discutir alterações climáticas

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da UE juntam-se hoje para debater a visão estratégica a longo prazo da Comissão para uma Europa neutra em termos de clima e apelam para uma acção urgente e decisiva para reforçar a resposta global face às alterações climáticas.

PAN quer monitorizar espécies cinegéticas e extinguir zonas de caça não ordenadas

O deputado André Silva apresentou um projeto de resolução que recomenda ao Governo “que assegure a realização de censos e monitorização das espécies sujeitas a exploração cinegética”. Também propõe extinguir as zonas de caça não ordenadas, substituindo-as por zonas de refúgio.
Comentários