PremiumChega duplica intenções de voto no mês seguinte às legislativas

Partido de André Ventura lidera aumento na intenção de voto pós-legislativas e ganha a quase todos. PSD teria a maior perda.

andre_ventura_legislativas_voto
Miguel A. Lopes/Lusa

O Chega é o partido que saiu mais beneficado junto dos portugueses no mês seguinte às legislativas. A sondagem “Pós-eleitoral Novembro 2019”, realizada pela Aximage para o Jornal Económico entre 8 a 11 de novembro, após a discussão do Programa de Governo, mostra que a força política criada por André Ventura obteve a maior variação positiva nas intenções de voto, ganhando 1,7 pontos percentuais, um acréscimo que lhe permitiria mais do que duplicar o resultado obtido nas urnas a 6 de outubro, com 67.826 votos (1,29%), destacando-se entre os recém-chegados à Assembleia da República.

Apesar de o Chega não ser o único partido a aumentar as intenções de voto em relação ao resultado das legislativas, visto que também o PS sobe 1,1 pontos percentuais e o Bloco de Esquerda tem um acréscimo de 0,9, a grande diferença é que os socialistas só conquistam abstencionistas (com um acréscimo de 2,8 pontos) e os bloquistas também concentram ganhos entre aqueles que não foram votar a 6 de outubro (1,4 pontos), conseguindo apenas a transferência de 0,2 oriundos do PS e 0,1 provenientes do PSD.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

PremiumDérbi desigual na provável despedida de Bruno Fernandes

Médio do Sporting deverá dizer adeus a Alvalade num clássico do futebol nacional onde o Benfica entra em campo a valer quase o dobro do plantel dos ‘leões’. Diferença pontual já é significativa.

PremiumPortugal “reúne condições” para ‘upgrade’ da Moody’s

Orçamento do Estado sem grandes alterações e cenário económico positivo devem motivar melhoria da notação em um nível para ‘Baa2’.

PremiumJoacine Katar Moreira em vias de ficar livre do partido que a elegeu

Assembleia do partido quer discutir tema no congresso deste fim de semana, onde será votada moção que propõe a retirada da confiança à deputada. Livre pode perder a representação parlamentar.
Comentários