Chega hoje a Lisboa o maior e mais moderno navio de cruzeiros

O último grito dos navios de cruzeiro chega hoje à capital portuguesa: tem capacidade para 5.714 pessoas, 315 metros de comprimento e 65 metros de altura.

O MSC Meraviglia chega hoje de manhã a Lisboa, ao terminal de Santa Apolónia, naquele que será o primeiro porto de destino deste navio de cruzeiros, baptizado no passado sábado no porto francês de Le Havre.

A capital portuguesa será a primeira paragem desta viagem inaugural do MSC Meraviglia, o mais recente, mais moderno e maior navios de cruzeiros neste momento em operação em todo o Mundo.

A viagem inaugural do MSC Meraviglia teve início no passado domingo a partir de Le Havre com destino a Génova e os seus itinerários terão lugar a partir de Génova no dia 11 de Junho.

O MSC Meraviglia vai oferecer seis portos de embarque no Mediterrâneo Ocidental incluindo os populares portos de Génova, Marselha e Barcelona, bem como outros destinos do Mediterrâneo incluindo Nápoles, Messina, na Sicília e La Valetta, em Malta.

No passado sábado, o MSC Meraviglia foi inaugurado numa cerimónia liderada pela lenda internacional e madrinha de todos os navios da MSC Cruzeiros, Sophia Loren.

Com 171.598 toneladas de arqueação bruta (peso) e com capacidade para 5.714 passageiros, o MSC Meraviglia é o maior navio a ser construído por uma companhia de cruzeiros europeia, a MSC Cruzeiros, e também o maior navio a ser entregue em 2017.

A MSC Cruzeiros, que reclama ser a maior companhia de cruzeiros privada do mundo, tem sede na Suíça e diz ser líder de mercado na Europa, incluindo Portugal, na América do Sul e Sul de África.

“Temos uma ambiciosa visão para o futuro e o MSC Meraviglia marca o começo da segunda fase de crescimento da nossa companhia,” afirmou Pierfrancesco Vago, Executive Chairman da MSC Cruises.

“Por esta razão, esta noite é um momento de extremo orgulho para todos nós na MSC Cruzeiros, ao vermos o primeiro dos nossos navios de próxima geração ser apresentado”, sublinhou aquele responsável.

Pierfrancesco Vago sublinhou que “os novos navios que estamos a produzir – entre 2017 e 2020 vamos receber seis novos navios – são propositadamente construídos, caracterizando a inovação, tanto em produto como em ‘design’, bem como a tecnologia de última geração e focada no consumidor, de modo a criar experiências de férias inesquecíveis para os viajantes de todas as idades”.

“O MSC Meraviglia é o primeiro navio a tornar esta visão numa realidade, uma vez que vem estabelecer um novo padrão para os navios de cruzeiro como um destino em si próprios”, defendeu o líder da MSC Cruises.

O MSC Meraviglia é o novo navio da companhia e o 13º a juntar-se à frota da MSC Cruzeiros, bem como o primeiro navio da companhia a ser entregue no âmbito do plano de investimento sem precedentes da companhia.

Este navio terá a possibilidade de fazer escala na maioria dos portos de cruzeiro internacionais e está previsto tornar-se um dos destinos mais procurados no mar.

Algumas das características que diferenciam o MSC Meraviglia são entretenimento de nível mundial a cargo do Cirque du Soleil, com dois espectáculos exclusivos Cirque du Soleil at Sea, criados apenas para o MSC Meraviglia, que consistirá em duas ‘performances’ durante seis noites da semana, onde os passageiros poderão desfrutar de uma experiência única de ‘show & dinner’ ou ‘show & cocktail’.

O MSC Meraviglia proporciona uma maior variedade de opções gastronómicas e bares do que em qualquer navio MSC até à data, com 12 locais diferentes para jantar e 20 bares.

 

 

 

 

Recomendadas

Região de Coimbra lança campanha para impulsionar turismo

A Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra decidiu apostar numa campanha de comunicação que traz ao de cima as condições únicas dos seus 19 municípios para fazer frente às novas necessidades dos viajantes em tempos de pandemia.

OMT: Países pedem harmonização de práticas e procedimentos nas viagens

“A coordenação e a cooperação a nível internacional no sentido de haver uma maior harmonização das práticas e dos procedimentos que promovam viagens seguras é e foi uma das preocupações sinalizadas no decorrer dos trabalhos”, disse a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, à Lusa.

Setor dos autocarros de turismo queixa-se de quebras de faturação superiores a 80%

De acordo com os responsáveis da ARP – Associação Rodoviária de Transporte Pesado de Passageiros, “há 180 dias que os autocarros e os trabalhadores estão parados, e a expetativa é que a paralisação se prolongue por mais 180 dias”.
Comentários