Chega prepara protesto público contra subvenções vitalícias a políticos presos

Armando Vara e Duarte Lima são apontados por André Ventura como casos em que o Estado “está a pagar a bandidos e a pessoas condenadas por defraudar o Estado”. Partido promete solicitar ao Tribunal Constitucional suspensão imediata dos pagamentos recebidos por 318 titulares de cargos públicos.

O partido Chega está a preparar um protesto público, em data e local a definir, contra a “situação ridícula” do pagamento de subvenções vitalícias a políticos presos, garantindo que irá solicitar ao Tribunal Constitucional, “por todas as vias admissíveis, a imediata suspensão do pagamento destas subvenções suportadas com os nossos impostos”.

“Como podemos pagar subvenções vitalícias a políticos que estão presos? Agora compreende-se por que razão o Governo tanto tinha procurado esconder a identidade daqueles que recebem subvenções vitalícias: além de situações incompreensíveis (como estar a pagar um valor mensal a um secretário-geral da ONU com um salário milionário e uma casa avaliada em milhões de euros), o Estado está também a pagar a bandidos e a pessoas condenadas por defraudar o Estado, como é o caso do Dr. Armando Vara”, disse ao Jornal Económico o presidente do Chega, André Ventura.

Além do ex-ministro socialista, André Ventura aponta como “o cúmulo” a subvenção vitalícia paga ao ex-deputado social-democrata Duarte Lima, “condenado por burlar um banco onde o Estado tem injetado milhões de euros”.

A lista atualizada de subvenções vitalícias tem 318 ex-titulares de cargos políticos que contavam com 12 anos no exercício de cargos públicos e 55 anos até ao final da legislatura de 2009.

Relacionadas

De Sócrates a Guterres: porque pagamos 6 milhões anuais em subvenções vitalícias

Por mês, os ex-políticos que recebem a subvenção na sua totalidade ou mensalmente recebem um total de 513,35 mil euros. Por ano, este valor atinge os 6,165 milhões de euros, pagos pelos contribuintes portugueses. Mas afinal, porque pagamos subvenções vitalícias a ex-políticos?

Ex-governantes portugueses em Macau já receberam 4 milhões em subvenções vitalícias

Na lista de ex-políticos que se encontra com o status de ‘ativo’ na lista de beneficiários de subvenções vitalícias, a média de remunerações é de 2.214 euros mensais. Ex-políticos recebem mais de seis milhões de euros por ano.
Recomendadas

Autárquicas: Jerónimo acusa PS de usar aparelho do Estado para conquistar votos

O secretário-geral do PCP acusou hoje o PS de estar a utilizar o aparelho do Estado, nomeadamente a “bazuca europeia”, para conquistar votos nas eleições autárquicas, e exigiu que seja garantida a neutralidade dos órgãos de poder.

Autárquicas: Rio acusa Costa líder do PS de “desmentir” Costa PM sobre Matosinhos

O presidente do PSD acusou hoje António Costa de, enquanto líder do PS, ter desmentido no domingo o que disse enquanto primeiro-ministro sobre o encerramento da refinaria de Matosinhos, porque “para ele vale tudo para ganhar eleições”.

“PRR na campanha autárquica? É gravíssimo e só demonstra a falta de vergonha do PS”, considera candidato da IL a Lisboa

Na última edição do programa “Primeira Pessoa, da plataforma multimédia JE TV, Bruno Horta Soares considerou “gravíssima” a entrada do Plano de Recuperação e Resiliência na campanha eleitoral, algo que no entender deste consultor, “só demonstra a falta de vergonha” dos socialistas.
Comentários