‘Cluster’ nacional da aeronáutica procura negócios no Canadá

O ‘cluster’ nacional das empresas de aeronáutica, espaço e defesa vai promover as novidades do setor numa missão empresarial ao Aeromart Montréal 2019, o maior evento destas indústrias em terras canadianas.

O ‘cluster’ nacional de empresas da aeronáutica, espacial e defesa (AED CLuster Portugal) vai promover as novidades do setor no maior evento da indústria aeroespacial do Canadá, a partir de hoje, dia 15 de abril.

O AED Cluster Portugal e o CEC/CCIC – Conselho Empresarial do Centro vão marcar presença, entre 15 e 18 de abril, em Montreal, no Canadá, no AEROMART MONTRÉAL 2019.

Esta é a maior convenção empresarial global para a indústria aeroespacial, do Canadá.

A comitiva portuguesa, acompanhada pela Embaixada do Canadá em Portugal, engloba cinco entidades, nomeadamente: AEDCP e o CEC; Almadesign; Câmara Municipal de Ponte de Sor; e INL (International Iberian Nanotechnology Laboratory).

Esta presença é realizada no âmbito do projeto KNOWNOW4AEROSPACE.

“O AEROMART Montreal oferece excelentes oportunidades de networking para a indústria aeronáutica e espacial nacional, reunindo os maiores construtores e fornecedores internacionais do sector. Este é considerado o maior evento aeronáutico do Canadá, contando em 2019 com 1.300 empresas participantes, mais de 100 ‘speakers’ internacionais, e mais de 1.400 reuniões (B2B) agendadas”,destaca um comunicado do AED Cluster Portugal.

O mesmo documento adianta que, “acrescentando à participação no Aeromart, a comitiva portuguesa fará também visitas a centros de investigação, pesquisa e de desenvolvimento tecnológico canadianos, assim como empresas locais”.

“Estas atividades são promovidas pelo ‘cluster’, que pretende cimentar a relação única que Portugal e Canadá têm no setor aeroespacial: a AEDCP é o único ‘cluster’ no mundo com protocolos de colaboração com os dois maiores ‘clusters’ canadianos (Ontário e Montreal), com as agências nacionais de R&D+i do setor (CARIC/CRIAQ/GARDN) e com a entidade governamental para a investigação e inovação tecnológica do setor (NRC)”, conclui o referido comunicado.

Ler mais
Recomendadas

Bancos espanhóis preparam ano de demissões em massa com mais de 15 mil saídas

Santander, CaixaBank e BBVA protagonizaram as grandes reduções da força de trabalho pós-pandemia, avança o El País.

Goldman Sachs, JP Morgan e Wells Fargo com lucros acima do esperado

JP Morgan Chase & Co, maior banco dos Estados Unidos, e Goldman Sachs, grupo financeiro multinacional, divulgaram nesta quarta-feira, 14, seus resultados do primeiro trimestre de 2021. Também o Wells Fargo apresentou as suas contas. Os bancos norte-americanos libertaram provisões Covid, porque os riscos de crédito não se materializaram e os lucros dispararam.

Millennium Bank constituiu provisões de 112,4 milhões de euros para cobrir riscos jurídicos

Em resultado deste nível de provisões, relacionadas com uma carteira de crédito hipotecário concedida no passado em moeda estrangeira, “e apesar do sólido desempenho operacional”, o banco polaco controlado pelo BCP espera um resultado líquido negativo no primeiro trimestre de 2021.
Comentários