CNN processa Donald Trump por suspender jornalista da Casa Branca

Confronto verbal entre o jornalista Jim Acosta e Donald Trump vai agora para os tribunais. CNN processou presidente norte-americano.

A estação de televisão norte-americana CNN moveu uma ação legal contra o presidente dos EUA, Donald Trump, e vários dos seus assessores, visando a imediata restauração do acesso à Casa Branca pelo jornalista Jim Acosta.

Na sequência da atribulada conferência de imprensa na semana passada, em que Acosta foi impedido de colocar questões a Trump, a Casa Branca suspendeu o “passe de imprensa” de Acosta que lhe dava acesso às conferências de imprensa na Casa Branca.

A ação legal da CNN é a resposta a esse incidente, tendo sido interposta num tribunal de Washington D.C. hoje de manhã. A CNN procura obter uma audição preliminar o mais cedo possível. Além de Trump, o processo da CNN incide sobre seis membros do gabinete do presidente que intervieram na suspensão do acesso de Acosta à Casa Branca.

Confronto verbal com Trump

“Acabou de me ser negado o acesso à Casa Branca”, confirmou o jornalista Jim Acosta que, no decorrer da conferência de imprensa, se recusou a devolver o microfone a um membro da equipa da Casa Branca.

O confronto verbal começou após o jornalista ter questionado Trump a propósito da caravana de migrantes da América Latina que se dirige para a fronteira no sul dos Estados Unidos. Quando Jim Acosta tentou colocar uma pergunta adicional, Trump recusou responder e disse “Já chega!”, enquanto uma funcionária da equipa da Casa Branca procurava, sem sucesso, retirar o microfone das mãos do jornalista.

“O Presidente Trump acredita numa imprensa livre (…) Nós nunca vamos tolerar, no entanto, um repórter que pouse a sua mão numa jovem que estava apenas a tentar fazer o seu trabalho como estagiária”, publicou na rede social Twitter a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, procurando justificar a decisão de suspender a acreditação do jornalista da CNN.

Relacionadas

Casa Branca suspende acreditação de jornalista da CNN após confronto verbal com Trump

A Casa Branca anunciou na quarta-feira que suspendeu a acreditação de um jornalista da cadeia televisiva norte-americana CNN, após uma tensa troca de palavras com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

CNN, NBC, Fox e Facebook recusam publicidade racista de Trump

Vídeo para as eleições de hoje associa um mexicano condenado em 2014 à caravana que avança sobre a fronteira sul dos Estados Unidos e ao alegado laxismo dos democratas em matéria de imigração.
Recomendadas

Família Queiroz Pereira conseguiu comprar 10,054% da Semapa com operações de mercado

Com a OPA e compras em bolsa, a Sodim passou a deter 83,221% do capital social da Semapa. Fica assim adiado o projeto de retirar a Semapa de bolsa.

Ministro pede a todos recato e sensibilidade para a atual situação da TAP

“A situação é crítica e complexa, é demasiado difícil de gerir e era importante que todos nas suas funções tivessem o recato e a sensibilidade para a situação que muitos estão a viver”, afirmou Pedro Nuno Santos.

“Maquiavel para Principiantes”. “TAP? Este diretor de recursos humanos tem que ser demitido de imediato”

A TAP esteve no foco do especialista em comunicação Rui Calafate no décimo primeiro episódio do podcast do “Jornal Económico” “Maquiavel para Principiantes”, que estará disponível esta quarta-feira em plataformas como o Spotify e Apple Podcasts.
Comentários