Como a cabo-verdiana Inês Silva criou uma fábrica de sabonetes que vai exportar para os EUA

Os produtos biológicos usam matérias-primas encontradas na própria ilha de Santo Antão, como leite de cabra, babosa (aloé vera), argila ou enxofre.

A fábrica de sabonetes com base em produtos naturais, aberta, há quase um ano, no Porto Novo, está a colocar no mercado nacional produtos cosméticos de “alta qualidade”, que estão em vias de chegar, também, a mercados internacionais.

Conforme a direção dessa unidade, que funciona na localidade da Ribeira das Patas, interior do Porto Novo, a aposta tem sido numa produção essencialmente biológica, com matérias-primas encontradas na própria ilha de Santo Antão, como leite de cabra, babosa (aloé vera), argila, enxofre, entre outros.

A fábrica de produção de sabonetes, instalada por Inês Silva, já consegue colocar os seus produtos, designadamente sabonetes líquidos e em barra para crianças, em algumas ilhas do arquipélago e já pensa em exportar para os Estados Unidos da América (EUA).

Esta empresária no ramo de cosmética que, nos últimos anos, já vinha desenvolvendo, no Porto Novo, uma experiência de produção de produtos cosméticos, decidiu abrir essa unidade que, avançou, pondera a possibilidade de exportar para os EUA.

Inês Silva, ex-emigrante nos EUA, apesar de ser natural da Brava, decidiu investir, nesta área, em Santo Antão, onde, explicou, encontrou “os produtos de terra” de que precisa para fabricar esse tipo de sabonetes em barra de várias dimensões e líquido, destinados, essencialmente, às crianças.

Graças a esta empresária, o município do Porto Novo e o seu congénere de Stonecrest, Geórgia (EUA), assinaram, em janeiro deste ano, um protocolo de cooperação nas áreas de desenvolvimento empresarial, modernização municipal, juventude, cultura e desporto.

Ler mais
Recomendadas

Cabo Verde aprova programa com 5 milhões de euros para combate à seca e mau ano agrícola

Em conferência de imprensa, o porta-voz do Conselho de Ministros, Fernando Elísio Freire, explicou que o valor será distribuído por três áreas: pecuária e manutenção da capacidade produtiva com cerca de 882 mil euros, mobilização da água e a sua gestão 2 milhões de euros e criação de emprego 2,1 milhões euros.

Governo de Cabo Verde cria fundo soberano de 90 milhões de euros

Com a constituição deste mecanismo, o executivo pretende, segundo o ministro das Finanças cabo-verdiano, alavancar os grandes projetos das empresas locais com dificuldades de encontrar financiamento junto da banca.

José Maria Neves admite “forte possibilidade” de se candidatar a Presidente de Cabo Verde em 2021

O antigo primeiro-ministro cabo-verdiano pondera concorrer, dentro de dois anos, às eleições presidenciais.
Comentários